Unidades do CRAS no DF irá adotar nova forma de atendimento para facilitar acesso aos serviços

Novo sistema garante agendamento seguro e aprimorado nos Cras

A medida começa a ser empregada já na primeira quinzena de janeiro; novo formato vai permitir agendar e dar prioridade conforme à necessidade de cada usuário

Por Ricardo Ulivestro

Com a chegada da pandemia de covid-19, a busca por serviços nas unidades do Centro de Referência da Assistência Social (Cras) no Distrito Federal, que já era alta antes da pandemia, aumentou no atual momento. Mesmo assim, dados da Secretaria de Desenvolvimento Social do DF (Sedes) mostra que, em junho deste ano, foram realizados 28.956 atendimentos nas 27 unidades do Cras e nos centros de convivência e fortalecimento de vínculos (CCFVs). O número, segundo a pasta, corresponde a um aumento de quase 305% referente ao mesmo período de 2019, quando foram registrados cerca de 9,5 mil acompanhamentos.

Para facilitar o atendimento a esse enorme número de usuários, a Sedes irá lançar, na primeira quinzena de janeiro, uma forma de atendimento nos Cras. O novo formato consiste em evitar filas e, com isso, agilizar o atendimento ao público. Neste momento de pandemia, os serviços já são solicitados via telefone (156), mas a proposta da Sedes é que esse formato continue sendo feito porém, de forma organizada e planejada.

A partir de janeiro, o usuário terá que entrar em contato através do telefone 156 ou pelo site da Sedese oferecer algumas informações que permitirá fazer o agendamento de cada serviço respeitando a ordem de prioridade, a agenda e convocando então a pessoa e informando quando e para onde ela deve encaminhada.

“Além de qualificar as demandas por prioridade de atendimento, o objetivo, de maneira prática, é fazer com que a comunidade passe menos tempo em filas de espera na frente das unidades”, garante a secretária da Sedes, Mayara Noronha Rocha.

Quem quiser obter mais informações sobre o novo formato de atendimento a ser implantado pode fazê-lo através do canal da pasta no YouTube que, nesta quinta-feira, 17, às 9h30, transmitirá um live para tratar do assunto com a participação da subsecretária de Assistência Social, Kariny Alves; a coordenadora de Proteção Básica, Nathália Eliza; e o gerente de Suporte da Sedes, Gilson Araújo.

*Ricardo Ulivestrro – Jornalista, membro da Associação dos Blogueiros de Política do Distrito Federal e Entorno – ABBP

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui