UBSs do DF estão oferecendo testes sorológicos contra covid-19

UBSs recebem 300 mil testes sorológicos; saiba quando fazê-lo

Os testes são usados para saber se o pacientes possui anticorpos contra a doença; continua também nas UBSs a vacinação de adultos, com idade entre 20 e 49, anos contra o sarampo

Por Redação

A Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES-DF) informa que as Unidades Básicas de Saúde (UBSs) estão realizando testes sorológicos em pacientes com suspeita de covid-19. Os testes sorológicos são usados para saber se a pessoa possui anticorpos contra a doença, ou seja, dá para saber se o paciente já foi contaminado. Através de coleta de sangue, o teste é feito em laboratório por meio do processamento em uma centrífuga. Por isso, como as UBSs não possuem esse sistema para processar os resultados, a pasta explica que um sistema de logística foi montado para recolher as coletas em cada unidade.

Os testes sorológicos começaram a serem feitos nesta terça-feira (4) e são todas as UBSs estão aptas a realizar o procedimento. Porém, as unidades da região Sul e Sudeste, os testes não são feitos em todas as UBSs. “Desta forma, quem reside nessas regiões deve procurar a unidade básica referência de sua quadra e, caso essa UBS não faça o teste, haverá o encaminhamento para fazê-lo em outra unidade, ou hospital”, aconselha a SES-DF.

Adultos de 20 a 49 anos devem tomar dose extra da vacina contra o sarampo Foto: Cristine Rochol/PMPA

As pessoas que queiram fazer o teste sorológico deve procurar a UBS mais próxima se sua casa. Após ser avaliado, o profissional de saúde sugere o melhor teste para cada situação, podendo ser o sorológico ou o RT-PCR (swab nasal), considerado pelos especialistas a técnica padrão-ouro no diagnóstico da doença.

No caso do sorológico, ele só pode ser feito após dez dias de sintomas, pois, antes, a produção de anticorpos IgM contra a covid-19 pelo organismo humano começa entre o sétimo e o décimo dia após a exposição viral.

“Por isso, é orientado que as coletas com esse tipo de exame ocorram, preferencialmente, nesse período após a exposição viral, em que há maior concentração desse anticorpo”, sugere a SES-DF.

Os testes, cerca de 300 mil, foram doados ao Governo do DF pela Receita Federal.

Vacinação contra o sarampo

Outro serviço que também está sendo oferecido nas UBSs é a vacinação contra o sarampo. Como tem sido relatado pelo Ministério da Saúde, a doença voltou a circular no país e, agora, não só crianças, mas também os adultos precisam se vacinar. De acordo com a SES-DF, pessoas com idade entre 20 e 49 anos, precisam tomar uma dose extra da vacina (tríplice viral) para prevenir contra doença.

A campanha de vacinação contra o sarampo, que ocorreu de 23 de março até 29 de julho, foram vacinou 53.467 pessoas do público-alvo com a tríplice viral, que protege contra sarampo, caxumba e rubéola. Porém, esse público com faixa etária entre 20 e 49 anos, apenas 3,9% foi vacinado. Por isso, a campanha de vacinação foi prorrogada até o dia 31 de agosto.

“Independente de quantas doses já tenha tomado, é importante tomar outra, desde que não tenha sido nos últimos 30 dias. O objetivo é eliminar a circulação do sarampo no Brasil, que está em surto ativo e tem tido casos especialmente em pessoas entre 20 e 49 anos”, explica Fernanda Ledes, enfermeira da área técnica da SES-DF

Fonte Blog do Ulhoa

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui