Toda sobra de vacina contra covid-19 deve ser utilizada em profissionais da segurança pública, decide GDF

Doses remanescentes da xepa serão aplicadas em profissionais de segurança

No final do dia, chega a sobrar até nove doses, que agora passarão a ser aplicada nos policiais que estiverem realizando guarda nos postos de vacinação

Por Cláudio Ulhoa

Sempre no final do dia, após os profissionais de saúde já terem vacinado todas as pessoas da fila de espera, sobra-se doses de vacina contra a covid-19 nos postos, segundo relato do secretário de Saúde do Distrito Federal, Osnei Okumoto. Até então, essa sobra, apelidada de xepa, era destinada a qualquer pessoa que estivesse no público-alvo. Porém, decisão anunciada nesta segunda-feira (29/3), pelo secretário, informa que toda sobra a partir de agora será utilizada nos servidores da segurança pública, em especial, os policiais militares.

No momento, não é preciso agendar, pois, as doses serão aplicadas naqueles policiais que estiverem nos postos de vacinação no término do dia. A prioridade, segundo Okumoto, será com os policiais mais velhos. Ainda segundo o secretário, no final de dia, chega a sobra até nove doses de xepa.

“Todo mundo tem seu direito de querer vacinar, mas a gente tem observado que muitos policiais que têm feito a escolta das vacinas desde janeiro, quando começamos a receber as doses, estão na linha de frente, assim como os que fazem a fiscalização do horário de funcionamento do comércio, os que acompanham nossa vacinação, especialmente nos drive-thrus, e fazem a segurança das nossas unidades básicas de saúde. Eles nunca foram atendidos”, justifica o secretário.

Além disso, o secretário da Casa Civil, Gustavo Rocha, também disse nesta segunda-feira, que os profissionais da segurança pública serão incluídos na lista do público a ser vacinado já na quinta-feira (1/4), quando o governo deverá receber mais doses do Ministério da Saúde.

“A intenção do governador é reduzir mais a idade, completar a categoria dos profissionais de saúde e dar início, ainda nesta semana, às forças de segurança”, afirmou Rocha. Ele disse ainda que, depois dos servidores da segurança pública, será a vez de vacinar os professores.

*Cláudio Ulhoa – Jornalista, membro da Associação dos Blogueiros de Política do Distrito Federal e Entorno – ABBP

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui