Shoppings e comércio de rua no DF voltam a funcionar em horário normal

A medida foi publicada na edição do Diário Oficial do DF de hoje (9) e visa promover melhores condições para os comerciários e consumidores durante o período natalino que se aproxima

Por Redação

Aos poucos as atividades comerciais no Distrito Federal vão voltando ao normal. A mais nova decisão do governo local (GDF) nesse sentido foi a publicação do decreto 41.320 na edição do Diário Oficial do DF (DODF), nesta sexta-feira, 9. De acordo com a decisão, shoppings centers e lojas de rua podem voltar a funcionar entre 10h e 22h.
“Continuam mantidos os protocolos de segurança e prevenção contra a covid-19, como a não aglomeração de pessoas, o uso obrigatório de máscaras, a aferição de temperatura na entrada dos centros comerciais e a disponibilização de álcool gel”, lembra o GDF.

Com a pandemia de covid-19, o comércio do DF foi um dos segmentos da economia que mais foi afetado. Em junho, por exemplo, quando a pandemia estava no auge, o Sindicato dos Bares e Restaurantes do DF chegou a dizer que 10 mil pessoas foram demitidas em razão do fechamento de bares e restaurantes. A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do DF (Fecomércio-DF) também, em abril, previu que a demissão no segmento hoteleiro chegou a quatro mil.

Desta forma, o decreto do governo assinado publicado hoje deve recuperar esses postos de trabalho perdido. Outro motivo que levou à publicação da ampliação do horário de funcionamento para esse tipo de comércio foi a aproximação do período natalino. “A medida visa dar mais conforto para consumidores e, ainda, criar oportunidades aos empresários para as vendas de final de ano. No caso das lojas em shoppings, são duas horas a mais de portas abertas”, informa o governo.

É o importante lembrar que toda liberação deve respeitas as medidas de segurança contra a covid-19 impostas pela Secretaria de Saúde do DF, o Ministério da Saúde e a Organização Mundial de Saúde (OMS). No caso dos bares e restarantes, as instruções sanitárias, só permitem o limite de seis clientes por mesa e os cardápios precisam ser higienizados após serem usados; e também é preciso dar preferência à ventilação natural ao ar-condicionado e manter a limpeza regular de cadeiras e mesas de uso coletivo.

Fonte Blog do Ulhoa

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui