Secretário de Saúde do DF diz que contaminação por covid-19 entrou na fase de estabilização

Foto: Renato Alves/Agência Brasília

Segundo Francisco Araújo, a capital federal atingiu o chamado platô, porém, mesmo assim, ele diz que o momento ainda recorrer cuidado; ‘É fundamental que a população, agora, comece a fazer, mais ainda, a sua parte’

O secretário de Saúde do Distrito Federal, Francisco Araújo Filho, disse, em vídeo divulgado em suas redes sociais, que o DF atingiu o platô em relação aos casos de covid-19. Platô é quando os casos de contaminação pela doença se estabilizam em um determinado ponto. Ao comentar sobre o fato, Araújo destacou que mesmo a quantidade de contágio tenha se estabilizado, isso aconteceu em um patamar alto. Por isso, afirma o secretário, que o DF está numa “fase crítica da pandemia”.

A fala do secretário foi tida como importante, porque é a primeira vez que ele classifica o estágio da doença como platô. Mesmo assim, Araújo não deixou de aconselhar a população a manter e seguir os protocolos de segurança contra o novo coronavírus. “É fundamental que a população, agora, comece a fazer, mais ainda, a sua parte”, ressaltou o secretário.

Sobre as medidas de precaução contra a doença, Araújo lembra que já tem sido falado por todos epidemiologistas e outros especialistas que trabalham com vírus, de que a sugestão indicada para a prevenção contra o novo coronavírus são uso de álcool em gel, da máscara e distanciamento social.

“Para que, com isso, você proteja o bem maior que você tem, que é a sua vida e a vida do próximo também”, lembrou o secretário.

Casos de covid-19

Dados da Secretaria de Saúde mostram que nesta quinta-feira (13) o número de infectados pela doença no DF chegou a 131.170. Somente nas últimas 24 horas, a quantidade de casos confirmados foi de 1.986. O número de mortes também subiu. Apenas ontem 35 mortes foram registradas em razão do novo coronavírus. Com isso, o total de óbitos na capital federal chegou a 1.905.

Número de mortes por covid-19 no DF chega a 1.905

As regiões administrativas que mais possuem casos e mortes pela doença são Ceilândia, Plano Piloto, Taguatinga e Samambaia.

A maioria dos infectados no DF são mulheres (53,2%), e os homens foram os que mais morreram, um total de 1.112 óbitos, o que representa (58,8%).

A taxa de recuperação é de 85,3%, ou seja, 110.617 pessoas contaminadas se recuperaram do coronavírus.

Fonte News Black

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui