Rio garante que tem segunda dose de Pfizer para a próxima semana

O secretário municipal de Saúde do Rio de Janeiro, Daniel Soranz, disse que, até hoje (3) à noite, o município receberá 86 mil doses do imunizante da Pfizer contra a convid-19, que estava em falta, na cidade. O insumo será utilizado para aplicação da segunda dose em pessoas que tomaram a primeira dose há 12 semanas. A previsão do município é aplicar 90 mil doses da vacina na semana que vem.

Segundo Soranz, no início desta semana, a secretaria já retirou em torno de 22 mil doses do imunizante da Central de Distribuição do estado. Com essas remessas, o secretário disse que está garantida a quantidade necessária de segundas doses da Pfizer.

Já para a primeira dose, segundo ele, ainda não há previsão de entrega por parte do Ministério da Saúde. A vacinação dos adolescentes na cidade do Rio continua suspensa por falta dos imunizantes da Pfizer, única aprovada para esta faixa etária no Brasil.

De acordo com o secretário de Saúde, a retomada do calendário de imunização de adolescentes depende da entrega de novas remessas pelo Ministério da Saúde. “A gente aguarda uma nova remessa do Ministério da Saúde que pode ser feita ainda neste final de semana. Se isso acontecer a gente retoma o calendário dos adolescentes na segunda (6) ou, pelo que está desenhado pelo ministério, chegaria na segunda-feira ou na terça (7) para que a gente pudesse retomar o calendário na quarta-feira (8)”, disse durante a apresentação do 35º Boletim Epidemiológico.

CoronaVac

Amanhã o município recomeça a aplicação da segunda dose da CoronaVac que estava suspensa desde ontem (2). O atendimento será das 8h às 17h. Soranz informou que há 191 mil pessoas aguardando a segunda dose desse imunizante, e a expectativa é de que o município receba hoje aproximadamente 390 mil doses, o que será suficiente para a aplicação da segunda dose até o final da próxima semana.

Soranz acrescentou que, como há previsão de chegarem novas doses da CoronaVac na próxima semana, não há expectativa de nova suspensão de imunização da segunda dose: “O que aconteceu é que na última semana a gente aplicou a CoronaVac na sexta, no sábado e na segunda em um volume além do que a gente estava esperando de um aumento de procura, tanto de segundas doses, quanto de primeira, e de pessoas que estavam atrasadas e não tinham se vacinado na repescagem. Teve essa falta durante dois dias, que poderia ter sido sanada se o Ministério da Saúde tivesse distribuído as doses que recebeu na segunda-feira”.

“O ministério só está distribuindo essas doses no final desta sexta-feira. A previsão é de chegar às 20h aqui. A gente teve esses dois dias sem vacinação de segunda dose de CoronaVac, mas a partir de amanhã está resolvido e a gente pode vacinar todo mundo que não se vacinou nesses dois dias”, concluiu.

AstraZeneca

Com relação a AstraZeneca, há estoque para a próxima semana e segundo o secretário, não há preocupação com relação a este imunizante. O Ministério da Saúde informou que enviará ainda hoje 202,5 mil doses de vacinas para o estado do Rio de Janeiro: 112,3 mil doses da Pfizer e 90,2 mil doses da AstraZeneca.

Repescagem

A partir de segunda-feira será analisada a volta da repescagem no calendário de vacinação para as pessoas acima de 18 anos. Segundo Soranz, será avaliado o comportamento da demanda de amanhã pela vacina.

Fonte: Agência Brasil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui