Reabertura do comércio e das atividades industriais no DF é prorrogada para o dia (11) de maio

A decisão teria sido tomada após GDF constatar que a produção das máscaras a serem distribuídas gratuitamente à população não foi finalizada

Por Cláudio Ulhoa

A previsão de retomar as atividades comerciais, industriais e de serviço no Distrito Federal no próximo dia (3) de maio foi adiada para o dia (11) maio. A decisão foi tomada no começo da noite de ontem (29), após o governador Ibaneis Rocha (MDB) passar o dia em reunião com secretários de governo. Também foi prorrogado para o dia (11) o uso obrigatório de máscara de proteção em via públicas do DF. No caso das máscaras, o uso a partir de hoje passa a ser educativo. Já, bares, restaurantes, salão de beleza, clubes e grandes academias permanecerão fechados.

O anúncio do governador de adiar a reabertura veio logo após a Justiça Federal ter intimado o DF e União a darem explicações sobre os motivos para a flexibilização do isolamento. Na terça-feira, os ministérios públicos do Distrito Federal e Territórios (MPDFT), do Trabalho (MPT), protocolaram uma ação conjunta, na tentativa de impedir o GDF de adotar qualquer medida que autorize o funcionamento de atividades consideradas não essenciais.

A sustentação da decisão dos Ministérios Públicos é de que não há “nenhuma evidência apta a demonstrar que o DF atingiu uma situação que permita essa transição (de um modelo mais restritivo para um com menos isolamento) no momento”.

Ibaneis Rocha é elogiado por Bolsonaro em evento no Palácio do Planalto; ‘afinal de contas, somos irmãos. Vamos viver juntos eternamente’

O governo de Ibaneis, por sua vez, ressaltou que um dos motivos da reabertura ter sido adiada, foi pelo fato de que o total de máscaras de proteção, que serão distribuídas a partir de hoje gratuitamente à população, ainda não foi produzido.

A entrega das máscaras ocorrerá em 31 terminais de ônibus e metrô, com limite de duas unidades por pessoa, durante o período da pandemia de Covid-19. A medida vale apenas para pessoas sem condições de adquirir uma peça. Se a pessoa estiver sem máscara, ela será abordada e receberá a proteção para o rosto. (Veja no final da matéria os pontos de distribuição)

Bolsonaro

Ontem também o governador Ibaneis Rocha participou de um evento no Palácio do Planalto, em convite do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), e acabou sendo citado pelo presidente, quando Bolsonaro falou sobre as ações de Ibaneis em autorizar o funcionamento de algumas atividades na capital federal e por prever a retomada de 80% do comércio de Brasília nos próximos dias.

“Viemos conversando há algum tempo e estou muito feliz em contar com a sua contribuição e também com o entendimento de alguma coisa que propomos ao Distrito Federal, afinal de contas, somos irmãos. Vamos viver juntos eternamente”, disse Bolsonaro a Ibaneis.

Ainda ontem o governo federal também nomeou o novo ministro da Justiça e Segurança Pública em substituição do agora ex-ministro Sergio Moro. O novo titular da pasta, trata-se do ex-advogado-Geral da União, André Mendonça. Na posse, ele chamou Bolsonaro de “profeta do combate à criminalidade”. O presidente retribui dizendo que Mendonça é “terrivelmente evangélico”.

“Vossa Excelência tem sido, há 30 anos, um profeta no combate à criminalidade. Hoje (ontem), esse ministro da Justiça assume o compromisso de lutar pelos ideais de uma vida que o senhor tem combatido”, disse o novo ministro.

Também foi empossado, na mesma cerimônia, o novo diretor da Advocacia-Geral da União (AGU), José Levi Mello do Amaral Júnior, que por sua vez afirmou que a segurança jurídica é fundamental para o desenvolvimento da democracia.

Atualizações

O Ministério da Saúde divulgou, nesta quarta-feira (29), que o Brasil registra 78.162 pessoas com covid-19. O número de óbitos subiu para 5.466. A taxa de letalidade é de 7%.Até o momento, 34.132 pacientes foram curados da doença. São Paulo concentra o maior número de falecimentos (2.247). O estado é seguido pelo Rio de Janeiro (794), Ceará (441), Pernambuco (538), e Amazonas (380).

No DF, em cerca de seis horas, foram confirmados 38 novos casos de pessoas infectadas pela Covid-19. O total de doentes na capital chega a 1.476, conforme levantamento da Secretaria de Saúde (SES-DF). Os números contabilizaram as contaminações registradas até as 18h43 desta quarta-feira (29/4). Último boletim mostrava 1.438 confirmados.

Do total de doentes, 93 pessoas estão hospitalizadas: 38 estão internadas em unidade de terapia intensiva (UTI) e 55, em leitos de enfermaria. Os óbitos continuam em 28.

Veja os pontos de distribuição de máscaras

Terminais rodoviários:

» Brazlândia Centro

» Brazlândia Setor Veredas

» Miniterminal Sobradinho 1

» Paranoá

» Planaltina

» Recanto das Emas 1

» Recanto das Emas 2

» Riacho Fundo 1

» Riacho Fundo 2

» Samambaia Norte

» Samambaia Sul

» Santa Maria Sul

» São Sebastião

» Setor Gama Central

» Setor Gama Sul

» Setor O

» Setor P Sul

» Setor QNQ/QNR

» Taguatinga M Norte

» Taguatinga Sul

Estações do metrô:

» Ceilândia Centro

» Ceilândia Norte

» Ceilândia Sul

» Centro Metropolitano

» Furnas

» Guariroba

» Praça do Relógio

» Samambaia

» Samambaia Sul

» Taguatinga Sul

Fonte Blog do Ulhoa

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui