Projetos sociais ofertados pelo 14º BPM em Planaltina podem acabar

População busca saber os motivos que levaram o Batalhão a suspender os cursos oferecidos pela corporação

A atual direção do Batalhão, segundo o pai de um aluno que está matriculado nos cursos, teria decidido por não continuar com as atividades; população é contra a medida já que muitos estudantes ainda estão matriculados

Por Redação

Na região administrativa de Planaltina o 14º Batalhão da Polícia Militar (BPM) tem entre seus serviços a prestação de serviço comunitário. Aliás, isso sempre foi uma marca da segurança pública no Brasil, ou seja, além realizar o serviço de prevenção e combate ao crime e a violência – principalmente a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros –  que  sempre participaram e realizaram  práticas que visassem a melhoria da qualidade de vida da população. Por isso, é comum ver campanha de arrecadação de agasalho em épocas de frio; de brinquedo, no Dia da Crianças e Natal; entre outras.

Em Planaltina, o 14º BPM também tem e desenvolve projetos sociais há mais de 20 anos. Neste período de pandemia de covid-19, o Batalhão realizou uma campanha de arrecadação de cestas básicas, roupas e calçados para serem distribuídos à famílias de baixa renda de Planaltina.

Mas além da assistência social, o 14º BPM oferta cursos de capacitação escolar e esportiva. São cursos de inglês, karatê, escolinha de  futebol, entre outros, patrocinados e coordenado pelo Batalhão, esses projetos e cursos  são bastante procurados em Planaltina devido à escassez de projetos sociais e cursos  preparatórios na região.

Fim dos projetos

Em razão da pandemia, os cursos foram suspensos em março deste ano. A ideia era de que eles fossem retomados assim que o Governo do Distrito Federal (GDF) autorizasse, mas, conforme o pai de um aluno que está matriculado no curso de inglês, especula-se que os cursos não serão mais ofertados pelo 14º BPM. O pai deste aluno procurou nossa reportagem – vamos manter no nome dele em anonimato por razões de privacidade – para falar sobre assunto.

Alunos durante projeto social desenvolvido pelo 14º BPM, em Planaltina

Segundo ele, o novo comando que assumiu a direção do Batalhão seria contra a manutenção dos cursos. “O novo comandante que assumiu o comando parece que acabou com os projetos (futebol, inglês, karatê etc), e esses projetos são importantíssimos  para a comunidade de Planaltina. Inclusive uma turma de inglês está no último ano”, diz o pai.

O pai disse ainda que procurou informações no 14º BPM que lhe confirmaram o fim dos cursos. “O comandante disse para o conselho tutelar que estava suspenso e que quando terminasse a reforma do quartel teria um lugar para continuar, mas quando uma pessoa da comunidade foi lá para saber, responderam que o curso acabou”, relata o pai.

O pai relata que ao averiguar constatou que todos os professores que eram voluntários nos cursos estão atuando em outras áreas e que todas as instalações onde as aulas aconteciam foram desativadas.

“Se a suspensão for enquanto durar a pandemia e depois a obra [da sede do 14º BPM], é possível que ultrapasse dois a três anos, já que nem sequer a obra foi iniciada. Só o programa de idiomas atendia cerca de 250 alunos, como ficará os cursos?”, indaga.

Nossa reportagem está tentando contato com o 14º BPM para obter mais informações sobre a possível suspensão das atividades e seus reais motivos.

Fonte Blog do Ulhoa

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui