Produtores rurais recebem equipamentos agrícolas

O conjunto é formado por trator, roçadeira, arado, enxada rotativa, uma espalhadeira de calcário e uma carreta

O maquinário agrícola irá atender cerca de 170 produtores e é muito importante para o preparo das áreas de cultivo de alimentos que futuramente irão abastecer Brasília. A iniciativa também é uma importante ferramenta na geração de emprego e renda no campo, melhorando a qualidade de vida dessas famílias. Cada conjunto agrícola é composto por um trator, uma roçadeira frontal, um arado, uma enxada rotativa, uma espalhadeira de calcário e uma carreta. A Associação dos Produtores Rurais da Cerâmica de Santa Maria (Aprosanta) e a Associação dos Moradores e Produtores Rurais da Boa Esperança e Regiões (AMPRBER) receberam as máquinas.

O secretário de Agricultura do Distrito Federal, Luciano Mendes, explicou que todas as associações e cooperativas podem receber patrulhas rurais, basta apenas participarem dos chamamentos públicos realizados pela Seagri. “Se alguém quiser algum equipamento público para alguma comunidade, tem que participar em ‘pé’ de igualdade com os outros, e foi isso que vocês fizeram”, explicou.

Mendes também lembrou das responsabilidades do poder público e das entidades que precisam zelar pelo bem que estão recebendo e que esse tipo de ação é muito gratificante. “Eu fico muito feliz de estar aqui entregando esses equipamentos, e vamos entregar mais quatro patrulhas nas próximas semanas. Estamos comprando mais 35 patrulhas que vamos entregar ainda este ano. Estamos nos preparando para isso, a comunidade tem feito essas demandas e a gente acredita que esse é o caminho”, afirmou o secretário de Agricultura.

Para João Miranda, presidente da AMPRBER, o acesso a esses equipamentos vai diminuir muito os custos do produtor e gerar mais renda às famílias beneficiadas. “Temos uma dificuldade muito grande aqui e esse trator vai atender os produtores da associação com um custo muito menor, cerca de 60% do valor de uma hora com uma máquina alugada. Com a presença do secretário de Agricultura e da diretoria toda do GDF nos trazendo esses equipamentos, essas pessoas voltam a acreditar que é um governo presente e atuante”, ressaltou.

As associações e cooperativas, para receber as patrulhas rurais, precisam participar de um chamamento público e as contempladas podem ficar com as máquinas por até cinco anos e são responsáveis pela manutenção, abastecimento e seguro das máquinas e implementos.

*Com informações Ascom Seagri

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui