Número de recuperados de covid-19 no DF supera média nacional, diz Secretaria de Saúde

No DF, 80% dos pacientes infectados estão recuperados, diz técnicos do GDF

A taxa de pessoas que se recuperaram da doença está em 80,8% enquanto no país esse percentual é de 59,3%; o GDF inaugura hoje em Ceilândia hospital de campanha acoplado ao HRC

Dados do corpo técnico do Governo do Distrito Federal (GDF) que acompanha a situação da covid-19 nas regiões administrativas constatou que o percentual de pessoas recuperadas da doença está acima da média nacional. O DF aparece nesses dados com 80,8% (54.402 casos) enquanto a média no país e de 59,3%.

A informação mostra que não só a letalidade, que estava na semana passada em 1,2% (em Estados como o Rio de Janeiro esse índice chegava a 8%), mas também o número de recuperados têm aumentado. Até às 18 horas de ontem, o último boletim divulgado pela Secretaria de Saúde mostrava que havia no DF 70.712 casos confirmados, 57.262 (81,0%) recuperados2 e 902 (1,3%) mortos. Destes óbitos, 75 são de residência de outros estados, sendo 70 da região do Entorno.

Os hospitais das redes pública e privada do DF chegaram a 75% de lotação nos leitos de UTI

Agora o governo intensifica as ações em Ceilândia e Sol Nascente/Pôr do Sol, regiões em que o número de casos e mortes é o mais alto do DF. Só em Ceilândia, já morreram 190 pessoas pela doença, com 9.385 infectados.

Outra informação relacionada aos recuperados é a participação de pessoas que se curaram da covid-19 e que de forma voluntária se inscreveram para participar da pesquisa desenvolvida pela Universidade de Brasília (UNB) que testa o uso do plasma dos recuperados em pacientes que se encontram em estágio moderado. Segundo informações da imprensa local, essa pesquisa tem superado as expectativas dos pesquisadores.

Leitos

Ainda sobre a covid-19 tem merecido atenção por parte do governo a situação dos leitos de UTI disponíveis a pacientes de doença. Com a taxa de ocupação elevada, a capacidade dos leitos de unidade intensiva está próxima do limite. De acordo com os últimos dados divulgados pelo GDF, o índice de leitos ocupados nas redes públicas e privada é seria de 75%.

Para tentar controlar a situação em RAs cuja incidência de casos e mortes tem aumentado, o governo começa a inaugurar hospitais de campanha para dar suporte aos hospitais regionais no tratamento da doença. Hoje, o governo inaugura um desses hospitais em Ceilândia, com 70 leitos. O hospital vai funcionar ao lado do Hospital Regional de Ceilândia (HRC).

Fonte News Black

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui