Mortes no trânsito tem redução de 61% no DF, diz GDF

DF reduz 61% número de mortes no trânsito

As informações são das secretarias de Transporte e Mobilidade, Segurança, Saúde e Casa Civil; o período analisado é de 2011 a 2020

Por Cláudio Ulhoa

Dados obtidos pelo programa Brasília Vida Segura, com base em levantamentos feitos pelas Secretarias de Transporte e Mobilidade, Segurança, Saúde e Casa Civil do Distrito Federal, mostram que, entre 2011 e 2020, a redução no número de mortes no trânsito caiu 61% na capital federal.

O resultado foi considerado pelas autoridades do governo local como positivo, já que, mesmo tendo aumentado a frota de veículos em trânsito no DF, houve redução nos óbitos. O resultado ficou acima das metas estabelecidas pela Organização das Nações Unidas (ONU), que era de 50%.

“Estamos muito satisfeitos com os resultados desse programa, sendo feito pelas secretarias do GDF em parceria com a Ambev, para identificar onde há problemas de trânsito de veículos, circulação de pessoas e problemas viários, com a indicação de soluções para que a gente possa ter essa redução no número de acidentes nas vias do DF. É a preservação da harmonia entre o motorista, o motociclista, o ciclista e o pedestre no trânsito de Brasília”, diz o secretário de Transporte e Mobilidade do DF, Valter Casimiro.

Programa Brasília Vida Segura redefine metas para os próximos 10 anos para diminuir acidentes pela metade

Agora, a meta será estendida para a próxima década, que será de 2021 e 2030. A nova meta estabelecida é de reduzir em 50% os índices atuais de acidentes fatais nas vias do DF.

“Estamos investindo em salvar vidas. Diminuir acidentes também significa desafogar a rede pública de atendimentos, o que beneficia toda a população de forma consistente e ampla”, ressalta o secretário de Saúde do DF, Osnei Okumoto.

*Cláudio Ulhoa – Jornalista, membro da Associação dos Blogueiros de Política do Distrito Federal e Entorno – ABBP

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui