Ibaneis Rocha concede auxílio emergencial a motoristas de transportes escolares e de turismo

A INICIATIVA FOI TOMADA ONTEM EM REUNIÃO QUE CONTOU COM A PRESENÇA DO PRÓPRIO GOVERNADOR E DO PRESIDENTE DO SINDICATO DO SINDICATO DOS TRANSPORTES ESCOLARES DO DF

Os motoristas de transporte escolar e de turismo do Distrito Federal (DF) deverão receber um auxilio emergencial do Governo do DF (GDF) de R$ 1.200 por mês. A decisão aconteceu após o governador do DF, Ibaneis Rocha (MDB) se reunir na manhã de ontem (9) com representantes das categorias. Em sua fala, o governador destacou que trata-se de um segmento importante da economia e que o poder público precisa atuar para que os danos causados pela crise advinda da pandemia não prejudica ainda mais a economia local.

“Nós sabemos da dificuldade financeira pela qual passa o Distrito Federal. Isso aqui é um trabalho conjunto que vai gerar a possibilidade da gente cuidar dessas pessoas”, disse o governador.
Todo processo de levantamento, cadastramento e pagamento do auxílio será feito Banco de Brasília (BrB) e deve custar aos cofres públicos R$ 6 milhões, atendendo assim cerca de 1.700 motoristas. Antes, o GDF precisa encaminhar o um projeto à Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF), o que, segundo Ibaneis, deve acontecer hoje, 10.

Na CLDF o projeto que concede o benefício deve ser aprovado, conforme ressaltou o presidente da Casa, o deputado Rafael Prudente (MDB), que comentou a iniciativa do governo.

“Nós estamos juntos, governo e Câmara Legislativa, no mesmo barco chamado DF, e temos que, juntos, defender essas pessoas. Encaminhando esse projeto até amanhã de manhã, nós votaremos amanhã mesmo, em primeiro e segundo turno.”

A medida de Ibaneis agradou os representantes das categorias, que através do presidente do Sindicato dos Transportes Escolares do Distrito Federal, Mazon Simões, agradeceu ao governador. “Quero agradecer de coração porque desde o primeiro momento que nós viemos pedir socorro aos senhores, nós fomos bem recebidos e podemos testemunhar o quanto a sua equipe é competente e honrada. Não temos palavras para agradecer.”

VOLTA ÀS AULAS

Ontem também a Secretaria de Educação do DF anunciou o novo calendário escolar. De acordo com a pasta, fica estabelecido, até segunda ordem, o ano letivo na rede pública deverá encerrar as atividades 28 de janeiro de 2021. O retorno às aulas, de forma não presencial, ocorre em 29 de junho.

O novo calendário escolar 2020 já está em consulta pública. Professores, estudantes, pais, responsáveis e demais interessados têm até às 23h59 da próxima sexta-feira, 12 de junho, para enviar suas contribuições por meio do e-mail consultapublicaseedf@edu.se.df.gov.br.
O GDF ainda não decidiu sobre a data da retomada das aulas presenciais.

Da Redação News Black

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui