Ibaneis participa de lançamento de programa que busca qualificar profissionalmente empresários e empreendedores do DF

Programa para capacitar empresários e empreendedores é lançado nesta quinta pelo GDF

O Desenvolve DF vai oferecer cursos e palestras para que empresas sejam regularizadas e voltem a gerar renda e emprego na capital

O Governo do Distrito Federal (GDF), através de sua Secretaria de Desenvolvimento Econômico, realizou, nesta quinta-feira (7), o evento Caravana Desenvolve DF para divulgar o novo programa do governo – Desenvolve DF – cujo objetivo é atender os empresários e empreendedores brasilienses, além de capacitá-los com palestras e treinamentos.

O governador do DF, Ibaneis Rocha (MDB), além de outras autoridades, participou do lançamento do programa que começa por Ceilândia e fica na região administrativa até o dia 16 de outubro. A tenda do programa será montada ao lado da Administração Regional de Ceilândia, será possível, entre 9h e 17h, realizar atendimentos via agendamento prévio pelo número de WhatsApp disponível pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico.

“Nós vamos trabalhar para resolver isso. É esse o nosso caminho. Saindo agora da pandemia, nós vamos continuar trabalhando para gerar emprego para nossa população. Porque é gerando emprego que a gente gera tranquilidade”, afirmou o governador Ibaneis.

Pela proposta do Desenvolve DF será possível é regularizar as empresas para que elas possam voltar a possibilitar crescimento e geração de empregos e renda, além de solucionar problemas antigos do Pró-DF 1 e 2. O programa recém-lançado é uma que atual gestão encontrou para substituir os programas de desenvolvimento econômicos, como o Pró-DF, o Programa de Desenvolvimento Industrial (Proin), o Programa de Defesa do Consumidor (Prodecon) e o Programa de Apoio ao Desenvolvimento de Serviços (Pades).

A Caravana Desenvolve DF começa por Ceilândia, mas deve percorrer todas as regiões administrativas.

Veja abaixo os serviços oferecidos pela Caravana:

  • Análise técnica de processos em andamento dos antigos programas;
    • Orientação quanto à abertura de empresas, registro e licenciamento e demais dúvidas do setor;
    • Auxílio para autônomos informais na abertura da categoria Microempreendedor Individual (MEI);
    • Orientação de contadores especializados em gestão empresarial e planejamento tributário;
    • Orientação com representantes de bancos sobre acessos a linhas de crédito.

*Cláudio Ulhoa – Jornalista membro da Associação Brasileira de Portais de Notícias – ABBP

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui