Ibaneis é homenageado pela Igreja Assembleia de Deus da região administrativa do Gama

Igrejas celebram apoio do Governo do Distrito Federal na pandemia

Na Assembleia de Deus, o governador foi condecorado e ressaltou legado de segurança jurídica para manter as instituições religiosas abertas

Por Cláudio Ulhoa

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), foi homenageado pela Igreja Assembleia de Deus localizada na região administrativa do Gama. A homenagem, que ocorreu neste domingo (3), foi prestada em razão da comemoração dos 60 anos de fundação da Igreja no DF. Na ocasião, o mandatário recebeu a comenda O Pacificador, a maior condecoração da entidade.

A gestão de Ibaneis teve, já desde a campanha eleitoral, apoio da sociedade evangélica da capital federal. Depois, já no governo, Ibaneis atuou fortemente para atender as demandas dessa parcela social, como foi o caso da postura que o governo teve em relação às templos religiosos diante da pandemia de covid-19 que proibiu todo tipo de celebração religiosa em razão do acúmulo de pessoas em um mesmo local.

“Com os instrumentos jurídicos que construímos nunca mais uma igreja será derrubada no DF. Pela importância dos trabalhos sociais feitos por vocês é que não permitir o fechamento durante a pandemia para que pudéssemos enfrentar juntos todos esses percalços”, disse Ibaneis ao recorrer à palavra durante a homenagem.

O governo de Ibaneis também atuou em outra demanda do público religioso, a regularização fundiária de Igrejas, templos e clubes que se encontravam sem os documentos que comprovam sua existência enquanto entidade religiosa.

“O governador teve um papel fundamental ao nos considerar essenciais, além de permitir àqueles que ainda não o tinham feito a chance de legalização dos terrenos ocupados”, explica o presidente da Assembleia de Deus do Gama, pastor Egmar Tavares.

Além do governador, o prefeito de Aparecida de Goiânia (GO), Gustavo Mendanha, também foi condecorado.

Só no DF, A Assembleia de Deus tem mais de 200 igrejas, além de templos na região do Entorno do DF, e nos estados do Maranhão, Piauí, Bahia, Minas Gerais e Espírito Santo. Ao todo, segundo a Igreja, são cerca de 20 mil membros e 3 mil pastores e líderes em todo o país.

*Cláudio Ulhoa – Jornalista membro da Associação Brasileira de Portais de Notícias – ABBP

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui