Governo lança aplicativo para cadastramento de beneficiários do auxílio emergencial de R$ 600; veja como se inscrever

O auxílio é destinado a trabalhadores informais, autônomos e desempregados; no DF, já são 12 mortes por Covid-19

Por Cláudio Ulhoa

O governo federal já disponibilizou o aplicativo (app) para distribuição do auxílio emergencial de R$ 600 a ser pagos a informais, desempregados e autônomos. No caso de mães solteiras, o auxílio será R$ 1.200. O pagamento começará a ser feito nesta quinta-feira (9).  Pessoas que não possuam contas no Banco do Brasil ou poupança na Caixa Econômica Federal, ou seja, os clientes dos demais bancos, o pagamento será feito a partir do dia 14 deste mês.

O segundo pagamento do benefício de R$ 600 ocorrerá entre 27 e 30 de abril, conforme a data de aniversário dos beneficiários. E a última parcela será paga de 26 a 29 de maio. A ideia é que todo o pagamento do benefício – às três parcelas de R$ 600 – seja feito em cerca de 45 dias, totalizando a liberação R$ 98 bilhões para 54 milhões de pessoas.

O pagamento do auxílio emergencial se deu por causa da pandemia do novo coronavírus declarada este ano pela Organização Mundial de Saúde (OMS). Com isso, a organização aconselhou que os governos adotassem medidas de isolamento e distanciamento social, o que permitiu a chamada quarentena. O que diminuiu o movimento da economia, paralisando o comércio e grande parte dos serviços públicos.

O auxílio a ser pago, segundo o Ministério da Saúde, pelo período de três meses, deverá ser suficiente para passar pelo período de duração da quarentena.

Como funciona?

Antes de tudo, o beneficiário – Microempreendedores individuais (MEIs), trabalhadores informais sem registro e contribuintes individuais do INSS – precisará baixar o app Caixa Auxílio Emergencial (já disponível no Googleplay) e fazer um cadastro simples, usando número de CPF, nome da mãe, endereço e número de telefone. Assim que o cadastro for concluído ele entrará em análise, com resposta em 48h.

Já os inscritos no programa Bolsa Família, não precisam se cadastra no app, nesses casos, o dinheiro será depositado automaticamente na conta em que o beneficiado. Nesses casos, o pagamento seguirá o calendário normal do programa.

O cadastramento também é necessário para as pessoas que não estavam no CadÚnico até o dia 20 de março. Quem não sabe se está no cadastro pode conferir a situação ao digitar o número do CPF no aplicativo.

No final da matéria você encontra os links para baixar o app e fazer a inscrição.

Covid-19

De acordo com as secretarias estaduais de Saúde, até as 13h10 desta terça-feira (7), 12.377 casos confirmados do novo coronavírus (Sars-Cov-2) no Brasil, com 582 mortes pela Covid-19.

São Paulo é a cidade com maior número de casos confirmados: 3.754. São Paulo é seguida por Rio de Janeiro (1.110 casos) e Fortaleza (925 casos) .

Tocantins é o único estado que não teve registros de mortes.

DF

Segundo o Ministério da Saúde (MS), o DF é a unidade da federação com mais casos em números relativos: 1,55 por 10 mil habitantes. Porém, a Secretária de Saúde contesta esses dados. Segundo a pasta, o crescimento em relação ao número de casos de Covid-19 tem crescido abaixo do esperado. Até ontem (6), o último boletim divulgado apontava que no DF havia 485 casos confirmados, e 10 pessoas há haviam morrido da doença. Desses, 15 pessoas estão em estado grave e 39, apresentam quadro moderado. Cinquenta e três estão hospitalizados — sendo 37 na unidade de terapia intensiva (UTI).

No domingo (5), o DF registrava sete óbitos e 468 pacientes infectados.

Atualizações

Agora no DF já são 12 o número de mortos pelo novo coronavírus, de acordo com a Secretaria de Saúde. De acordo com o levantamento, há ainda 492 casos confirmados da doença na capital. Desses 40 são considerados pacientes com a doença moderada e 15 graves. Com 277 casos, os homens são maioria na quantidade de pessoas diagnosticadas com a doença. As mulheres totalizam 215 registros.

A maior incidência da doença é em pessoas entre 30 e 39 anos.

Clique aqui para fazer a inscrição pelo site: https://auxilio.caixa.gov.br/#/inicio

Clique aqui para baixar o aplicativo para celulares Androidhttps://play.google.com/store/apps/details?id=br.gov.caixa.auxilio

Clique aqui para baixar o aplicativo para iOS (celulares Apple): https://apps.apple.com/br/app/caixa-aux%C3%ADlio-emergencial/id1506494331

Fonte: Blog do Ulhoa

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui