Governo de Goiás negocia dívidas de 2016 a 2018 com credores do Estado

Empresas devem manifestar interesse a partir desta sexta-feira (08/10), conforme edital publicado no Diário Oficial. Mais de R$ 103 milhões em restos a pagar da gestão anterior podem ser negociados, segundo levantamento da Secretaria da Economia. Débitos serão quitados em pagamento único, com desconto mínimo de 20%

O Governo de Goiás, por meio da Secretaria da Economia, abre nesta sexta-feira (08/10), às 8h, o prazo para credores com dívidas a receber do Estado, inscritas em restos a pagar entre os exercícios financeiros de 2016 e 2018, que manifestem interesse em negociar o crédito.

O chamamento público vale para valores superiores a R$ 100 mil e inferiores a R$ 1 milhão. Os débitos serão quitados em pagamento único, com desconto mínimo de 20%.

A empresa interessada em negociar seus créditos a receber do Estado deve encaminhar um formulário de Manifestação de Interesse até 22 de outubro de 2021, às 18h. O credor deve se manifestar conforme modelo e outros documentos previstos no Edital de Chamamento Público publicado nesta quinta-feira (07/10), no Diário Oficial do Estado.

O levantamento da Secretaria da Economia prevê o montante de R$ 103,3 milhões em débitos passíveis de negociação. “São dívidas estruturais, herdadas do governo anterior. Nosso esforço é trazer mais equilíbrio financeiro e orçamentário de longo prazo ao Estado de Goiás, que, com isso, terá redução no seu passivo”, enfatizou a secretária da Economia, Cristiane Schmidt.

A data do pagamento será definida no Termo de Acordo e Adesão e aprovada pela Secretaria de Estado da Economia. “Com essas medidas de equilíbrio financeiro e orçamentário será possível fazer investimentos na vida dos 7,2 milhões de goianos”, assinalou Schmidt.

Confira os detalhes do edital e anexo no banner Chamamento Público – Restos a Pagar, que se encontra em destaque na página da Secretaria da Economia (www.economia.go.go.br), ou por meio do link direto: www.economia.go.gov.br/chamamentopublico.

Secretaria da Economia – Governo de Goiás

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui