Governador retoma obra de pavimentação da GO-347 em Santa Terezinha de Goiás

Com o recurso de R$ 17 milhões já garantido pelo Estado, a rodovia interligará a Ferrovia de Integração do Centro-Oeste (FICO) a outros pontos e trará mais desenvolvimento à região Norte do Estado. Caiado ainda anunciou a publicação do novo edital de manutenção da malha viária de Goiás

Com investimento total de R$ 50 milhões, as obras de pavimentação da rodovia GO-347, entre Nova Iguaçu de Goiás e Santa Terezinha de Goiás, foram retomadas nesta sexta-feira (07/08), após assinatura de ordem de serviço pelo governador Ronaldo Caiado. Durante a solenidade, Caiado ressaltou o compromisso do Governo de Goiás em pagar os empreiteiros em dia. “Só estou assinando a ordem de trabalho porque o dinheiro já está depositado em conta, os R$ 17 milhões [valor necessário à conclusão da obra]. O que a empresa apresentar de medição, o Pedro [Sales] vai pagar na hora. Não terá atraso de nenhum dia”, assegurou.

Ao todo, o trecho tem 38 quilômetros, e o prazo para a conclusão da obra – que fará a interligação de várias rodovias à Ferrovia de Integração do Centro-Oeste (Fico), essencial ao escoamento da produção goiana – é de seis meses. “Temos que preparar essa região para o avanço que vai ter na produção de gado, agrícola, mineral. Vamos ver a melhoria do salário, da renda per capita e a condição de vida melhorando”, projetou o governador. O investimento é da ordem de R$ 50 milhões, sendo R$ 17.786 milhões a executar, oriundos do tesouro estadual, da Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (Cide) e de empréstimo junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Para o presidente da Agência Goiana de Infraestrutura e Transportes (Goinfra), Pedro Sales, os cuidados e as providências que o governo tem adotado serão considerados marcas da gestão Caiado. “A primeira, que considero um legado, é a qualidade do pavimento e as médias das obras”, disse o presidente. Pedro Sales, que está há quase um ano à frente da Goinfra, comentou que não houve nenhum cancelamento de contrato da Agência. “Isso significa a manutenção dos nossos compromissos”, reforçou.

Ao fazer uso da palavra, o vice-governador Lincoln Tejota enfatizou que esta não será apenas a pavimentação de uma rodovia comum, mas uma obra estruturante, que irá transformar a região Norte. “É muito mais que uma obra. Isso é a valorização da nossa região. Nosso objetivo é colocar o Médio Norte no centro do desenvolvimento do Estado”, concluiu Tejota.

Assessor especial da Governadoria e ex-prefeito de Santa Terezinha, Marcos Cabral comemorou a atenção de Ronaldo Caiado voltada para uma das regiões mais carentes do Estado. “Queremos, em nome do município, agradecer ao governador e ao vice-governador Lincoln Tejota. Que nós, juntos, possamos trabalhar diuturnamente para que o governo possa buscar cada vez mais desenvolvimento para o Norte e Nordeste de Goiás”, declarou. Da mesma forma, o prefeito de Santa Terezinha, Antônio Camargo, conhecido como Tonin Camargo, parabenizou o governador pela retomada da obra. “Tenho orgulho de dizer que sou prefeito junto com Ronaldo Caiado. Hoje vejo o início dessa obra tão sonhada pelo povo. Essa obra vai ficar na história”, pontuou.

O Governo de Goiás também está investindo em outras estradas localizadas Norte do Estado para melhorar a performance do Sistema de Logística e Transportes, pavimentando trechos importantes para o escoamento da produção e para a segurança dos cidadãos que trafegam por Goiás. Entre as obras estão pavimentação da GO-439, entre Pilar de Goiás e Guarinos; da GO-132, entre Colinas do Sul e Minaçu; da GO-239, entre o entroncamento da GO-164 até a divisa do Mato Grosso.

Manutenção

Em Santa Terezinha, o governador Ronaldo Caiado também anunciou a publicação, no Diário Oficial do Estado, do novo edital para manutenção da malha viária de Goiás. “Agora a equipe responsável pela região terá de comprovar a melhora e, depois, nós vamos pagar pelo serviço. Então, teremos muito mais agilidade e qualidade na manutenção das rodovias”, explicou.

Segundo o presidente da Goinfra, nas gestões anteriores, o sistema funcionava de forma que não incentivava os empreiteiros e empresários a cumprirem os contratos. “Antes o Estado era loteado em macrorregiões, e cada empresa ficava responsável por uma das regiões para a manutenção. Com isso, ela já recebia uma mensalidade, o que dificulta, uma vez que a empresa não tem entusiasmo para fazer a manutenção do trecho”, explicou Pedro.

A partir de agora, as empresas responsáveis pela manutenção das rodovias estaduais só receberão os valores acordados após a realização da obra. “Vai funcionar como no DNIT [Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes]. Se a empresa não está atendendo, ela vai perdendo pontos e levando multas. Assim, também criamos incentivos para que a empresa sempre chegue ao trecho e faça as obras”, completou. Essa modificação, segundo Sales, demonstra a autonomia na manutenção da malha viária. “Com essa nova sistemática, e com os investimentos que faremos em novas obras como esta, eu não tenho dúvida de que o biênio final de governo será da Goinfra”, finalizou Pedro.

Também participaram da solenidade a primeira-dama de Santa Terezinha, Ivonete Camargo; o subsecretário de Fomento e Competitividade da Secretaria de Indústria, Comércio e Serviços (SIC), Bruno Neto; os prefeitos Haroldo Naves (Campos Verdes), Sávio de Sousa Soares (Pilar de Goiás), José Antônio (Guarinos), Ailton Bila (Uirapuru), e Vilcimar Pereira Pinto (Nova Iguaçu); os diretores da Construtora São Cristóvão, Sérgio Murilo e Sérgio Ricardo; além de vice-prefeitos, ex-prefeitos, vereadores, comandantes da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros, comitivas e suplentes de deputados.

Secretaria de Comunicação – Governo de Goiás

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui