Governador planeja expandir Comando de Missões Especiais para interior do Estado

Fotos: Hegon Corrêa

Ao lado do secretário Rodney Miranda (SSP), Caiado visita unidade que reúne batalhões especializados, entre eles Choque, Bope e Graer. “É fundamental implantar esse nível de assessoramento, de inteligência em outras regiões de Goiás”, afirma

Primeiro governador goiano a dedicar agenda para visitar todas as unidades especializadas que compõem o Comando de Missões Especiais (CME) da Polícia Militar, Ronaldo Caiado anunciou o objetivo de levar a polícia especializada também para o interior do Estado. “É fundamental implantar esse nível de assessoramento, de inteligência em outras regiões de Goiás. Ações concretas reproduzem facilmente o combate eficiente”, destacou Caiado, na manhã desta quinta-feira (27/08). “Não podemos aceitar que o Estado se ajoelhe para a bandidagem e as facções. Esse é um compromisso de vida”, acrescentou.

Ainda em discurso, o governador disse que a “segurança pública é o alicerce, a coluna vertebral que sustenta a economia, a condição de liberdade e a independência das pessoas”. Caiado reforçou que a repercussão do trabalho de excelência promovido pelas forças policiais goianas é a própria vitrine do reconhecimento que tem vindo, principalmente, do Governo Federal.

“É impressionante a quantidade de elogios que vocês recebem por meu intermédio”, assinalou aos policiais. Ele ainda listou algumas ações da Secretaria Estadual de Segurança Pública (SSP) que reduziram o número de roubos a bancos e às propriedades rurais, além de terem contribuído para queda no valor do seguro automotivo no Estado.

O Comando de Missões Especiais reúne 750 integrantes e é composto por oito unidades. São elas: o Batalhão Especializado de Policiamento em Eventos (Bepe), Batalhão de Policiamento Militar de Choque (BPM Choque), Batalhão de Operações Especiais (Bope); Batalhão da Polícia Militar Rural, além da Companhia de Policiamento com Cães (CPcães), Companhia de Policiamento de Choque (CPchoque),  do Grupo de Radiopatrulha Aérea (Graer) e do Regimento da Polícia Montada.

O titular da SSP, Rodney Miranda, que acompanhou Caiado na visita à sede do CME, ratificou a orientação do governador. O auxiliar de primeiro escalão citou a recente visita do ministro da Justiça e da Segurança Pública, André Mendonça, a Goiânia. “Na oportunidade, eu destaquei a especialização como um dos vetores principais do governo Ronaldo Caiado. Nosso projeto é expandir esse projeto de excelência cada vez mais para todos os cantos do Estado”, completou.

Balanço

Responsável por apresentar cada uma das oito unidades que integram o CME, o coronel Henrikson de Souza Lima apresentou um balanço dos resultados obtidos pelo Comando de Missões Especiais, do qual é chefe, durante a gestão Caiado. Foram apreendidos 218 veículos, 309 armas, 2.200 munições, 106 explosivos, 5.768 quilos de maconha, 1.339 quilos de cocaína e recapturados 849 foragidos.

O comandante ainda elogiou a coragem do governador em estruturar o Batalhão Rural e disse que essa atitude também mudou as estatísticas dos crimes praticados no campo, principalmente nas propriedades e estradas vicinais.  “Só esta noite, foram apreendidas três armas de fogo e mais de três quilos de entorpecentes, isso passava por nossa zona rural”, exemplificou.

O número de fazendas cadastradas por meio do georreferenciamento, continuou Lima, aumentou de 4 mil para mais de 25 mil. “Esta é a primeira vez que um governador reserva agenda para visitar todas as unidades do CME. É, para nós, um grande reconhecimento”, disse.

O comandante da Polícia Militar, coronel Renato Brum, ressaltou que o CME é o braço forte do governo. “Esta plataforma está dando a maior resposta que eu já vi em 30 anos, graças ao senhor e ao secretário, que têm nos dado a liberdade para trabalhar”, reconheceu.

Acompanharam também a visita do governador ao CME o secretário da Casa Militar, Luiz Carlos de Alencar; além dos comandantes tenente-coronel Alyson Ferreira Sobrinho (Cavalaria), tenente-coronel Pedro Henrique Batista (Bepe), tenente-coronel André Luiz Carvalho (Batalhão Rural), major Murilo Rodrigues Felício (Choque), major Rodrigo Barbosa (Graer), major Rodrigo Espíndola Fidelis (CPCães) e major Cláudio Fernandes de Sousa (CPChoque); e o sub-comandante do CME, tenente-coronel José Cintra Amorim, que também responde como comandante interino do Bope.

Secretaria de Comunicação – Governo de Goiás

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui