Governador participa de homenagem às famílias de policiais vítimas da Covid-19

Governador Ronaldo Caiado e primeira-dama Gracinha Caiado em homenagem aos familiares de policiais da ativa que foram vítimas da Covid-19: “A dor da perda de um familiar é irreparável e é, por isso, que eu tenho energia suficiente para enfrentar todos os desafios quando estou na defesa da vida” Fotos: Hegon Correa

Vinte e oito servidores da Segurança Pública, que estavam na ativa, morreram por complicações da doença nos últimos meses. “Eles se dispuseram a expor suas vidas para preservar a ordem e o socorro a todas as pessoas necessitadas”, diz Caiado aos representantes das famílias enlutadas

O governador Ronaldo Caiado participou nesta terça-feira (17/11), na Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP), de homenagem aos familiares dos 28 policiais da ativa que foram vítimas da Covid-19 em 2020. Tradicionalmente o mês de novembro é dedicado às comemorações da criação da pasta, mas, em razão da pandemia, o rito foi um pouco diferente em relação aos anos anteriores, com foco no reconhecimento ao trabalho desenvolvido pelos servidores da SSP que lutaram, mas não venceram o novo coronavírus.

“A dor da perda de um familiar é irreparável e é, por isso, que eu tenho energia suficiente para enfrentar todos os desafios quando estou na defesa da vida. Não abro mão da prerrogativa de, como médico e governador, dar aos goianos a melhor cobertura e o melhor tratamento”, pontuou Ronaldo Caiado, que esteve acompanhado na solenidade da coordenadora do Gabinete de Políticas Sociais (GPS) e presidente de honra da Organização das Voluntárias de Goiás (OVG), Gracinha Caiado.

Muito emocionada, a primeira-dama, também considerada madrinha das forças de segurança pública em Goiás, dirigiu palavras de conforto às famílias enlutadas. “A única coisa que me cabe falar é sobre o respeito, a consideração e a honra que todos eles tiveram pelo Estado de Goiás”, ressaltou. “Perderam a vida fazendo o bem, perderam a vida trabalhando. Eles cuidavam das pessoas para que elas pudessem entender que era necessário o isolamento”, acrescentou Gracinha.

Segundo o secretário da SSP, Rodney Miranda, a solenidade teve o objetivo de fazer com que os familiares dos policiais mortos em função da Covid-19 se sentissem acolhidos e homenageados pelo governo estadual. “Nesse tempo de pandemia, as forças de segurança não arredaram um milímetro das suas obrigações, não recuaram. Foram, como sempre, linha de frente no combate à criminalidade e também no apoio as necessárias medidas de afastamento e outras que a equipe de governo teve que adotar para superar essa situação”, relembrou Miranda.

Nesse mesmo contexto, o governador fez questão de frisar: “Vocês me deram governabilidade, se dispuseram a ajudar a devolver Goiás aos goianos, se dispuseram a expor suas vidas como militar, policial civil, polícia técnico-científica, corpo de bombeiros, policiais penais, para que preservássemos a ordem e o socorro a todas as pessoas necessitadas”.

Durante a solenidade, cada família que representava um dos policiais vítimas da pandemia recebeu uma placa de homenagem das mãos do governador, da primeira-dama e do titular da SSP.

Também participaram do evento os comandantes geral da Polícia Militar, coronel Renato Brum dos Santos, e do Corpo de Bombeiros, coronel Esmeraldino Jacinto de Lemos, o delegado-geral da Polícia Civil, Odair José Soares, o diretor-geral de Administração Penitenciária, coronel Agnaldo Augusto da Cruz, e o superintendente da Polícia Técnico-Científica, Marcos Egberto.

Secretaria de Comunicação – Governo de Goiás

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui