- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
Goiás e EntornoNúcleos de Educação Ambiental da Saneago retomam atividades

Núcleos de Educação Ambiental da Saneago retomam atividades

Núcleos realizam palestras, projetos ambientais, concursos de boas práticas para o meio ambiente, dentre outras atividades. O objetivo é propagar o impacto positivo das ações de educação ambiental em todas as unidades operacionais do Estado

Os Núcleos de Educação Ambiental (NEAs) da Saneago buscam o despertar da consciência hídrica, sanitária e ambiental. A novidade, neste início de ano letivo, é a retomada das atividades presencias nos NEAs, que já estão abertas para agendamento. “O objetivo é escalonar o alcance e o impacto positivo das ações de educação ambiental em todas as unidades operacionais distribuídas pelo Estado”, ressalta a supervisora de educação ambiental da Saneago, Michelle Ribeiro.

A Companhia já possui implementados, para além do NEA Goiânia, outros 17 Núcleos de Educação Ambiental Regionais (Near) – que são os NEAs de cada região – e atua na expansão deste trabalho. Estes Núcleos realizam uma série de ações, como palestras, projetos ambientais, concursos de boas práticas para o meio ambiente, dentre outros.

Além do público escolar de educação infantil, ensino fundamental, ensino médio, curso técnico e ensino superior, também há atendimentos direcionados para empresas (públicas e privadas), grupos comunitários e associações de bairros.

Atividade remota e presencial

Para resguardar a saúde dos participantes, a realização das atividades presenciais seguem protocolos de biossegurança e todas as orientações da Secretaria Estadual de Saúde. De qualquer forma, mesmo com o retorno presencial, o atendimento remoto já foi incorporado e também continuará.

Devido à pandemia da Covid-19, para que não houvesse interrupção nas atividades, os atendimentos foram reformulados, com a realização de palestras virtuais, webinars e visitas técnicas à distância. Nesse sistema, de 2019 a 2021, as atividades de educação ambiental da Saneago atingiram mais de 180 mil pessoas, entre professores, alunos, pais e/ou responsáveis, entre outros participantes. Destaque para o concurso “Um mar de cartas para a humanidade”, o qual alcançou mais de 10 mil crianças.

Como solicitar as atividades de educação ambiental

O interessado pode solicitar por meio do e-mail: [email protected] informando o público que será atendido (idade, período escolar ou nome da empresa, número estimado de participantes e temática sugerida), bem como informações de contato. Quem não tem acesso a e-mail, poderá contatar a unidade pelo telefone (62) 3522-2722. A Saneago atende hoje um total de 226 municípios em Goiás.

As atividades de educação ambiental da Saneago contam com uma equipe multidisciplinar, composta por especialistas qualificados e comprometidos, entre eles, biólogos, engenheiros agrônomos, técnicos industriais, pedagogos, químicos, técnicos em saneamento e outros.

Em Goiânia, além de atividades presenciais em escolas ou empresas, há a possibilidade de realizar visita técnica à Estação de Tratamento de Esgoto Dr. Hélio Seixo de Britto para acompanhar o processo de tratamento de efluentes.

Projetos

As ações de educação ambiental dialogam com a população a respeito dos impactos das ações antrópicas no meio ambiente e como viver de forma sustentável. Entre as temáticas aprofundadas estão: o consumo consciente de água e dos demais recursos naturais; a gestão de resíduos e o fortalecimento de programas ambientais; o uso correto das redes de esgoto, com informações sobre os prejuízos de jogar lixo em ralos, pias e vasos.

Um dos destaques apresentados durante as explanações é o Programa Olho no Óleo, que troca óleo de cozinha usado por uma bonificação, na forma de crédito, na fatura de água do usuário.

A Saneago também lança em 2022 o Projeto Expresso Ambiental, com um micro-ônibus todo equipado e tecnológico para atender a população goiana com atividades de educação ambiental. “Iniciativa que levará de forma ampliada e itinerante as ações de educação ambiental a todo Estado de Goiás”, explica Michelle Ribeiro.

Fonte: Saneago – Governo de Goiás

- PUBLICIDADE -

ÚLTIMAS

- PUBLICIDADE -

Continue Lendo