GDF intensifica fiscalização em feiras livres após liberar funcionamentos dos espaços

Distanciamento entre barracas e corredores ampliados, instalação de faixas para evitar aglomerações e oferta de máscaras e álcool gel

Neste domingo (28) começou a valer no DF espécie de um novo marco legal para o funcionamento das feiras; seis novos ônibus elétricos do transporte público começam a funcionar hoje (29) no DF

Por Redação

Depois de ficarem 90 dias sem funcionar, as feiras livres e permanentes do Distrito Federal voltaram a abrir suas portas no dia 16 de junho e ontem, 28, os espaço receberam adaptações de medidas de prevenção contra a contágio da covid-19. Os espaços, que geralmente são cheios por natureza, terão agora que ter outro ritmo de funcionamento. De acordo com as determinações do Governo do DF, que possibilitou a reabertura gradual dos espaços, estabelecem uma série de medidas de preventivas que precisam ser adotadas na reabertura das feiras.

“Feirantes e consumidores têm que ter espaços para higienização das mãos ou álcool 70%, e o uso de máscaras também é obrigatório para todos. As barracas, antes bem próximas umas das outras, têm que obedecer um distanciamento de 1,5 metro”, estabelece o GDF.

O cumprimento dessas normas será fiscalizado pela equipe da Secretaria DF Legal. Segundo o governo, nesta semana funcionários da secretaria atuarão nas feiras no sentido de orientar a população e os feirantes sobre os novos procedimentos. “Toda essa readequação se repete em todas as feiras livres do Distrito Federal e é fruto de uma ação conjunta de órgãos do GDF junto à Secretaria Administrativa de Cidades.”

Além disso, onde se trata de feira livre, onde os boxes podem ser removidos, os espaços entre as bancas foram ampliados e o corredor entre as bancas também foi estendido para facilitar a circulação de pessoas.

“Todos os problemas que existiam para o enfrentamento dessa pandemia foram identificados na semana passada e corrigidos. Os feirantes estão respondendo bem às adaptações, assim como os consumidores”, explica o assessor do Feira Legal, programa da Secretaria de Cidades, Márcio Araújo.

O assessor destaca ainda que o governo está distribuindo máscaras gratuitas à população que frequente as feiras. Segundo GDF, desde 20 de abril mais de 800 mil máscaras à população. Álcool em gel para higienização das mãos também está sendo distribuído.

Ônibus elétrico

Seis novos ônibus elétricos, ou seja, é abastecido com eletricidade, vão começar a rodar no DF nos próximos dias. A informação é da Secretaria de Transporte e Mobilidade, que também informou que, ao custo de R$ 1,7 milhão, essa projeto visa iniciar uma processo de renovação da frota de transporte coletivo que faz o percurso Rodoviária do Plano Piloto e Três Poderes.

Os ônibus elétricos são silenciosos, climatizados e com piso baixo. Além disso, eles oferecem mais conforto e segurança aos usuários se comparado a um veículo convencional.  Seu abastecimento é feito com eletricidade e leva quatro horas para ser efetiva. Ela é feita em tomada, que no caso, ficaram instaladas na própria empresa dos ônibus. “Com essa energia o transporte é capaz de rodar por cerca de 200 quilômetros”, garante a Secretaria de Transporte e Mobilidade.

A tarifa será R$ 2,70. Os ônibus começam a funcionar nesta segunda-feira, 29.

Fonte Blog do Ulhoa

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui