GDF fecha ano de 2020 com superávit primário de R$ 1,6 bi

GDF tem resultado positivo de R$ 1,6 bi em 2020

O governo teve aumento na arrecadação de impostos, puxada pelo ICMS, que foi responsável por 49,94% do total arrecadado; a despesa bruta de pessoal do Executivo aumentou em R$ 1,6 bilhão

Por Cláudio Ulhoa

Em audiência pública na Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF), nesta quarta-feira (24), membros da equipe da Secretaria de Economia do DF (Seec-DF) apresentaram as metas fiscais referente ao terceiro quadrimestre de 2020. De acordo com os resultados apresentados, o governo teve receita total, entre janeiro e dezembro do ano passado, de R$ 24,9 bilhões e a despesa empenhada neste mesmo período foi de R$ 23,4 bilhões, o que resultou num superávit primário de R$ 1,6 bilhão.

Em relação às receitas correntes, segundo a equipe, houve aumento de 8,09% se comparado a 2019. As receitas tributárias também cresceram, chegaram a R$ 17,3 bilhões – um crescimento de 4,48% ante o ano anterior. Entre os tributos que mais importante, em porcentagem do total arrecadado, está o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), com participação de 49,94% do total, seguido do Imposto de Renda Retido na Fonte (IRRF), com 19% do total; do ISS, 11,05%; do IPVA, 7,16% e do IPTU que representou 6,63% do total.

Mesmo em um ano atípico, marcado pela pandemia, governo fechou as contas com superávit

“Levando em conta os exercícios passados e as dificuldades que enfrentamos em 2020, obtivemos um resultado muito bom, e a ideia é mantermos um patamar positivo nos próximos anos”, disse o contador-geral substituto da Subsecretaria de Contabilidade da Seec, Luiz Barreto.

Porém, se houve ganho de receita por um lado, teve também aumento de despesa por outro, no caso, com a folha de pagamento dos funcionários público se encargos sociais, que somaram R$ 13,3 bilhões, apresentando um acréscimo de 1,43% em relação ao mesmo período de 2019.

“O exercício de 2020 foi atípico, devido às medidas impostas pela pandemia. Mesmo assim, graças ao grande esforço do GDF e dos recursos da União para apoio e combate à Covid-19, foi possível fechar o exercício com dados positivos”, ressalta Barreto.

*Cláudio Ulhoa – Jornalista, membro da Associação dos Blogueiros de Política do Distrito Federal e Entorno – ABBP

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui