GDF aposta em investimento público para fomentar economia local

Quase R$ 100 milhões investidos nas Áreas de Desenvolvimento Econômico

Obras estão sendo realizadas, inicialmente, em Santa Maria, Ceilândia e Gama, mas devem espalhar por todo o DF

Com investimentos na ordem dos US$ 71 milhões de dólares, obtidos através de empréstimo com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), sendo que 30% desse montante é contrapartida feita pelo Governo do Distrito Federal (GDF), o DF deve gerar nos próximos meses cerca de dois empregos. A iniciativa deve amenizar os impactos da crise econômica provocada pela covid-19, além de melhorar a infraestrutura urbana de diversas regiões administrativas.

Os recursos serão investidos nas Áreas de Desenvolvimento Econômico (ADE) e devem além de gerar emprego e renda, atrair novos negócios para a capital federal.“As ADEs são áreas de descentralização importantes porque levam às regiões administrativas espaços, equipamentos e possibilidades para que empreendedores possam ali instalar suas plantas empresariais, com os cuidados do GDF”, explica o secretário de Desenvolvimento Econômico do DF, José Eduardo Pereira.

Entre as obras a serem realizadas estão pavimentações, drenagem, ciclovia, estacionamento, subestação de energia, paisagismo e praças. As primeiras RAs escolhidas para receber parte dos recursos são Ceilândia, Santa Maria e Gama. Mas deve haver investimento em todas as regiões.

Em Santa Maria, por exemplo, as intervenções na ADE local vai possibilitar a geração de cinco grupos no Polo JK. Os grupos a União Química, a EMS Indústria Farmacêutica, a Nova Amazonas, a Mafra e a Bimbo vão se instalar na região e, segundo o GDF, deve gerar cerca de 1.960 empregos diretos.

A administradora de Santa Maria, Marileide Alves Romão, reconheceu o valor do empreendimento e disse que será um divisor de águas para região. “Essas obras são importantes porque geram emprego e renda para as pessoas e, mesmo durante a pandemia, todos os cuidados necessários estão sendo tomados”, ressaltou.

Em Ceilândia, estão os recursos estão sendo investidos na complementação da urbanização e mobilidade urbana da ADE Materiais de Construção; na execução de pavimentação asfáltica Setor de Indústria da Ceilândia; na execução de rede de drenagem de águas pluviais da ADE Setor de Indústria de Ceilândia; na complementação da urbanização e mobilidade urbana da ADE Setor de Indústria; nas obras das praças nas ADEs Setor de Materiais de construção e Setor de Indústria da Ceilândia.

Já no Gama, as intervenções ocorrem na complementação de infraestrutura de drenagem e pavimentação asfáltica do SMA da região administrativa.

Fonte Blog do Ulhoa

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui