GDF anuncia investimento de mais de R$ 200 milhões em obras de saneamento básico

GDF investe R$ 230 milhões em obras de água e saneamento

A intenção do governo é realizar ações de manutenção e de ampliação da rede de distribuição de água e saneamento; atualmente 89,4% do esgoto no DF são tratados, a expectativa é de aumentar esse nível após a conclusão das obras

Por Redação

Uma das críticas que o poder público recebe é com relação à falta de investimento em obras de infraestrutura, ainda mais se essas obras estiveram debaixo do solo, ou seja, invisíveis aos olhos dos eleitores. É caso do saneamento básico, fundamental para saúde pública, mas não executado pela maioria dos governos. O Ranking do Saneamento Básico 2019, realizado pelo Instituto Trata Brasil, mostra que, entre as 100 maiores cidades do país (40% da população vivem nelas), quase 35 milhões não possuem acesso à água tratada, e 100 milhões de brasileiros não tem coleta de esgoto. Apenas 46% da população tem tratamento de esgoto.

No Distrito Federal o governo acaba de anunciar o investimento de R$ 230 milhões em obras de construção e renovação do sistema sanitário das regiões administrativas. De acordo com o governo, estão acontecendo ações de manutenção e de ampliação da rede de distribuição de água e saneamento básico. “Foram investidos em 19 obras de ampliação da disponibilidade hídrica, esgotamento sanitário e setorização de redes, levando dignidade e conforto para os moradores do DF”, informa o GDF.

As obras são tocadas e coordenadas pela Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (Caesb) e tem previsão de serem concluídas até o final do primeiro semestre de 2021. Entre as intervenções, o GDF destaca que, além da melhoria da infraestrutura urbana, há também a geração de rende e emprego.

“Os canteiros de obras, espalhados por 15 regiões administrativas, também fomentam a geração de empregos: somados, todos os empreendimentos geraram 820 empregos diretos e cerca de 2.460 indiretos”, garante o governo.

Segundo dados da própria Caesb, os serviços da companhia chegam a 99% da população. Em relação ao esgotamento sanitário, DF tem 89,4% de seu esgoto coletado e tratado. Isso deu à capital federal, em junho deste ano, o segundo lugar no ranking da Universalização do Saneamento (ABES).

Obras

Efetivamente, a Caesb destaca algumas das principais obras nesse sentido de melhoria do sistema de saneamento básico. Uma delas é que ocorre na BR-020, próximo aos condomínios do Grande Colorado. Depois de concluída, o investimento de R$ 3,2 milhões deve proporcionar a diminuição da pressão na rede e o risco de rompimento das adutoras.

Empreendimentos são feitos em 19 canteiros de 15 regiões administrativas

Essa obra tem um sentido estratégico porque deve beneficiar diretamente moradores das regiões do Grande Colorado, Sobradinho, Sobradinho II e Planaltina. “o trecho recebeu 1.700 metros lineares de uma tubulação nova, feita de tubos de polietileno (PEAD) de 630 milímetros de diâmetro, que operam com capacidade para dar vazão a 140 litros de água por segundo”, diz o governo.

Conforme informam os dirigentes da Caesb, o investimento em obras de saneamento básico é uma determinação do governador Ibaneis Rocha (MDB) – “seguimos empenhados, com todo o apoio do governador Ibaneis Rocha, para oferecer serviços melhores e atendimento de excelência à população”, disse o presidente da Caesb, Daniel Rossiter, em entrevista à Agência Brasília – e visa exclusivamente à melhoria da qualidade de vida dos moradores do DF, já que não se trataria de intervenções de curto prazo.

“Terminamos há duas semanas a ligação de uma adutora no Jardim Botânico, bem grande, que vai atender também a região de São Sebastião. São obras importantes, que terão uma durabilidade longa, de pelo menos uns 30 anos de tranquilidade”, Guilherme Gobbi, engenheiro da Caesb.

Fonte Blog do Ulhoa

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui