Festa clandestina com 1.500 pessoas é encerrada na capital paulista

O Comitê de Blitze do governo do estado e da prefeitura de São Paulo encerrou, na madrugada de hoje (18), o evento clandestino Festa do Bryan, em Santo Amaro, na zona sul da cidade. No local, 1.500 pessoas estavam aglomeradas e a maioria estava sem máscaras, conforme informou o comitê.

Mais uma festa foi interditada na madrugada no bairro da Vila Olímpia, na zona oeste, onde mais de 350 pessoas descumpriam as medidas sanitárias – que foram implementadas no estado para evitar a disseminação de covid-19 – na balada Toca do Tatu.

Ao todo, a Vigilância Sanitária inspecionou 24 estabelecimentos entre o sábado e a madrugada de domingo, sendo que nove locais foram autuados.

Para denunciar festas clandestinas e funcionamento irregular de serviços não essenciais pelo telefone, o público pode ligar para 0800-771-3541, acessar site www.procon.sp.gov.br ou enviar e-mail para [email protected]

Comitê de Blitze

Criado no dia 12 de março, o Comitê de Blitze tem como objetivo reforçar as fiscalizações e o cumprimento das medidas restritivas da fase emergencial e evitar a propagação do novo coronavírus.

O comitê é formado pela Vigilância Sanitária do Estado, Procon-SP e as polícias Civil e Militar, além da Guarda Civil Metropolitana e da Coordenadoria da Vigilância Sanitária (Covisa) da prefeitura de São Paulo.

Fonte: Agência Brasil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui