Em Goiânia, Caiado participa da posse da diretoria da Faciest

Caiado durante posse, a proposta é criar medidas para promover geração de emprego, renda e aquecimento do ambiente de negócios: “Contem com nosso governo para que possamos transformar Goiás” (Foto: André Saddi)

Solenidade dá posse a 50 gestores que conduzirão entidade até 2023. Nova organização representa 150 mil empresas que somam 70% do PIB de Goiás. Representantes do segmento produtivo buscam, juntamente com setor público, debater soluções para aquecimento do ambiente de negócios

O governador Ronaldo Caiado acompanhou, na noite desta quinta-feira (2/9), a cerimônia de posse da diretoria da recém-criada Federação das Associações Empreendedoras, Comerciais, Industriais, de Serviços, de Tecnologia, de Turismo e do Terceiro Setor do Estado de Goiás (Faciest), realizada no Centro Cultural Oscar Niemeyer, em Goiânia.

Assume como presidente da entidade o empresário Rubens Fileti, que atualmente também está à frente da Associação Comercial, Industrial e de Serviços do Estado de Goiás (Acieg).

Cerca de 50 diretores, membros de associações de diversas regiões goianas, serão responsáveis pela condução da entidade, inaugurada no último mês de junho, para o triênio 2021-2023. Compõem a Faciest Goiás representantes do setor produtivo que buscam, juntamente com o setor público, debater soluções e criar medidas para promoção da geração de emprego, renda e aquecimento do ambiente de negócios.

“É uma alegria enorme participar deste momento tão importante para a história de Goiás. A criação da entidade tem o intuito de aglutinar forças de todos os segmentos e com única finalidade: gerar emprego, ampliar o mercado e a condição de cidadania nos 246 municípios”, elencou o governador.

Caiado disse que a entidade surge de forma independente, juntando pessoas que têm liderança em suas áreas com um ponto de concórdia que é gerar desenvolvimento ao Estado. “Isto mostra humildade e entendimento de que, pelo momento que o Brasil passa, é preciso construir união. Isso é primordial”, considerou. O governador também colocou à disposição da entidade seus secretários. “São todos técnicos que agem de forma respeitosa, honesta, republicana e eficiente. Contem com nosso governo para que possamos transformar Goiás”, garantiu.

O presidente da Faciest, Rubens Fileti, projeta estar em pelo menos 70% dos municípios goianos nos próximos 12 meses. Em discurso, ressaltou os números da organização, que representa cerca de 150 mil empresas entre microempreendedores individuais, pequenas, médias e grandes e somam 70% do Produto Interno Bruno (PIB) de Goiás.

No entanto, o presidente pontuou que não são os números que fazem a Faciest, “mas a credibilidade. Temos associações que representam de fato e direito as principais empresas”, explicou. Acrescentou ainda que sua gestão será coletiva, democrática e não excludente, baseada na ética, lealdade e no respeito a todos os membros.

O novo corpo diretivo da Faciest Goiás pretende focar o trabalho no empresariado e em acelerar a retomada econômica em Goiás no período de pandemia de Covid-19, com ações que proporcionem uma curva ascendente de vendas e recuperação de postos de emprego, sobretudo nas áreas com maior lentidão no processo de retorno.

Mais representatividade

Estão filiadas à entidade, cerca de 30 grupos, como a Associação Empresarial da Região da 44 (AER 44), a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), Associação Comercial e Industrial de Anápolis (Acia), Associação dos Hospitais Privados de Alta Complexidade do Estado De Goiás (Ahpaceg), a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Estado De Goiás (Abih-GO), entre outros.

O presidente da Federação do Comércio do Estado de Goiás (Fecomércio), Marcelo Baiocchi, disse que Fileti tem toda credencial para estar à frente da Faciest e um time que pode fazer muito pelo Estado, gerando ambiente de trabalho para atrair novos negócios e criar empregos.

Baiocchi afirmou que, para isso, o setor conta com o apoio do governo estadual, que trabalha para transformar o ambiente empreendedor, como fez com o Programa de Desenvolvimento Regional (ProGoiás) e outros fomentos a todos setores econômicos. “Caiado tem uma equipe que faz muito pelo empresário, que nos apoia”, reconheceu.

A nova federação foi elogiada pelo vice-presidente executivo da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Paulo Afonso Ferreira. Ele também ressaltou que a entidade surge com objetivo de gerar união. “Fico muito feliz quando vejo lideranças querendo aglutinar. O Brasil precisa disso e nós, em Goiás, estamos juntando virtudes. Peço a Deus que ilumine Caiado para coordenar tudo isso e todas as lideranças”, afirmou.

O deputado federal delegado Waldir se mostrou entusiasmado com a criação da entidade em plena pandemia, o que para ele, mostra a força do Estado. “Vão trabalhar pelo desenvolvimento junto com o governador”, disse.

O deputado federal Glaustin da Fokus disse que a iniciativa vai gerar riqueza e emprego. “São empresários que contribuem para a retomada do mercado”, sublinhou. O deputado federal Vitor Hugo desejou sucesso à diretoria. “Por intermédio de vocês a riqueza é gerada. Traz renda, trabalho e recolhimento de impostos. Durante a pandemia vocês foram verdadeiros heróis”, afirmou.

Estiveram presentes também à solenidade no Centro Cultural Oscar Niemeyer a vice-presidente da regional 5 (Associação Brasileira de Indústria de Hotéis do Estado de Goiás – ABIH-GO), Vanessa Pires; o presidente do conselho deliberativo da Faciest, Cesmar Moura de Oliveira; os deputados estaduais Coronel Adailton e Virmondes Cruvinel; o desembargador do Tribunal de Justiça, Anderson Máximo e o presidente da Associação Goiana dos Municípios (AGM), o prefeito de Goianira Carlão da Fox.

Ainda marcaram presença o superintendente da Sudeco, Nelson Vieira Fraga; o presidente da Junta Comercial de Goiás (Juceg), Euclides Barbo; o presidente do Sindicato e Organização das Cooperativas Brasileiras no Estado de Goiás (OCB/GO), Luís Alberto Pereira; os vereadores de Goiânia Anselmo Pereira, Leandro Sena, Paulo Henrique da Farmácia e Aava Santiago; além dos presidentes Fabrício Amaral (Goiás Turismo) e Rivael Aguiar (GoiásFomento).

Secretaria de Comunicação – Governo de Goiás

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui