Distritais pedem fechamento total para Ceilândia

Ceilândia, a maior cidade do DFé a primeira colocada em número de casos confirmados de coronavírus e em mortes por causa da doença

A decisão estaria amparada não só pelo governador Ibaneis Rocha, mas também pelo presidente da CLDF, Rafael Prudente, e pelo distrital e morador de Ceilândia, Chico Vigilante

Po Ricardo Ulhoa

A possibilidade de decretação de lockdown, ou seja, fechamento total das atividades sociais e comerciais, em Ceilândia está cada vez mais próximo. Isso porque hoje, 3, os deputados distritais Rafael Prudente (MDB) e Chico Vigilante (PT) se reuniram com o secretário de Saúde do Distrito Federal, Francisco Araújo para tratar sobre o assunto. Em entrevista à imprensa, o próprio Vigilante, que é morador de Ceilândia, confirmou que a medida fora apresentada ao secretário.

“Ceilândia tem uma parte desenvolvida, mas tem também outra parte mais pobre, que moram muitos dentro de um mesmo barraco, sem as condições de higiene e cuidados necessários”, teria justificado Vigilante. “Eu conversei com o secretário Valdetário e ele não descartou essa possibilidade. Vai depender muito do comportamento das pessoas.”

Ceilândia é a região administrativa que mais tem casos confirmados (já passa de 1.200) e o maior número de mortes. O próprio governador do DF, Ibaneis Rocha (MDB), conforme divulgado pela imprensa local, disse que não descartava a possibilidade de decretar o fechamento total não só em Ceilândia, mas também em Samambaia, Estrutural, Sol Nascente e Estrutural, cidades que apresentam elevados números de casos da doença.

Ibaneis estaria pronto para decretar o lockdown nas regiões como Ceilândia, Samambaia, Pôr do Sol, Sol Nascente e Estrutural.

Em vídeo, divulgado no domingo (31), o governador chamou à responsabilidade os comerciantes, já que a volta das atividades comerciais é uma dos principais motivo pela retomada das atividades. “E vocês, comerciantes, que agora têm oportunidade de retomar as atividades, façam isso com responsabilidade. Não nos obrigue a tomar medidas mais duras”, disse Ibaneis.

O distrital e presidente da Câmara Legislativa do DF (CLDF), Rafael Prudente,também em entrevista à imprensa local, comentou sobre a situação de Ceilândia. “Até parece que a doença não chegou lá. Conversei com o governo e pedi para que seja instalado um comitê de crise específico para a Ceilândia, para que sejam tomadas algumas atitudes mais enérgicas com a participação dos parlamentares”, disse.

Conforme o teria garantido do secretário de Saúde, um gabinete do Conselho de Saúde, que é ligado à pasta, vai deve ser transferido para região a fim de acompanhar de perto as ações de combate à pandemia.

Atualizações

A Secretaria de Saúde do Distrito Federal contabilizou quatro novas mortes pelo novo coronavírus nesta quarta-feira, 3, alcançando 167 óbitos. Os dados disponibilizados pela pasta às 12h01 também apontam que mais 142 pessoas foram diagnosticadas com o vírus, registrando 11.398 casos.

Ceilândia aparece 1.233 casos, sendo a cidade com o maior número de diagnósticos. O Plano Piloto tem 1.035 casos, ocupando o segundo lugar. Taguatinga vem em terceiro, com 771 infectados, seguido de Samambaia, com 715 contaminados.

Fonte News Black

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui