DF tem a terceira menor taxa de homicídio do país, constata Atlas da Violência

Atlas da Violência foi publicado nesta quinta-feira (27)

O levantamento mostrou que enquanto a média de homicídio no país é de 27,8 mortes por 100 mil habitantes, na capital federal esse índice ficou em 17,8; para Secretaria de Segurança Pública, ações de inteligência, como o uso de câmeras de vigilância, contribuíram para redução

Por Redação

O Atlas da Violência de 2020, produzido pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP), mostra que o Distrito Federal é a terceira unidade da Federação com a menor taxa de homicídios. De acordo com o Atlas, o DF teve, entre 2008 e 2018, 17,8 mortes por 100 mil habitantes, ficou, portanto, abaixo da média nacional, que foi de 27,8 mortes.

Para o secretário de Segurança Pública do DF, Anderson Torres, o resultado já era aguardado devido o trabalho que tem sido feito pelo atual gestão do governador Ibaneis Rocha (MDB) de fortalecer o combate ao crime através de medidas preventivas, como o uso de câmera de vigilância para conter crimes.

“As imagens contribuem de forma eficiente com o trabalho realizado pelas forças de segurança, com aqueles que estão em campo e com investigações e também com o Judiciário. Estamos investindo fortemente na ampliação desses equipamentos, pois nosso objetivo é que todo o DF esteja monitorado”, lembra o secretário.

Torres acredita também que o fato de estarmos em um período de isolamento social, em razão da pandemia de covid-19, contribuiu para redução da criminalidade comum, o que possibilitou as forças de segurança atuar com mais ênfase nos crimes contra a vida.

“As reduções das mortes de 2019 superaram a meta estipulada, com a significativa marca de menor índice de homicídios em 35 anos, o que tornaria o desafio para este ano ainda maior”, explica o secretário.

Exemplo deste cenário de menos violência pôde ser observado no mês de julho deste ano, período em que quase não houve Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs), o que teria sido a menor marca em 21 anos. “Temos unido esforços diuturnamente e realizado operações integradas, a exemplo da 5° Mandamento, com foco na redução de homicídios”, ressalta Torres.

Fonte Blog do Ulhoa

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui