“Dados do Bem”: mais 13 cidades iniciam ampliação da testagem nesta semana em Goiás

Hoje, oito municípios do interior já realizam o exame RT-PCR em selecionados pelo aplicativo; até quarta-feira, mais cinco prefeituras iniciam operação

A rede “Dados do Bem” está crescendo em Goiás. Nesta segunda-feira (3/8), oito municípios goianos começaram a testagem pelo aplicativo em uma parceria que será fundamental no combate ao novo coronavírus. Até quarta-feira (5/8), mais cinco cidades iniciam a operação, totalizando 13 além de Goiânia. Na capital, o serviço funciona há uma semana.

Americano do Brasil, Aragarças, Hidrolândia, Nova Crixás, Pirenópolis, Quirinópolis, Santo Antônio de Goiás e Vianópolis já estão aptas a realizar os testes nas pessoas selecionadas pela plataforma de monitoramento da Covid-19. Amanhã (4/8) será a vez de Ceres, Rubiataba e Valparaíso de Goiás. Na quarta-feira, Bela Vista e Crixás.

Ao todo, 78 prefeituras foram selecionadas para fazer, por meio do aplicativo, uma ampla testagem da população com suspeita da doença. A entrada dos demais municípios será realizada de forma gradual, à medida que eles assinarem um termo de adesão, disponibilizarem locais de coleta e participarem de treinamento das equipes. Gradativamente, o processamento dos exames será ampliado, podendo chegar a mais de quatro mil testes por dia em todo o Estado.

Como participar

Para participar, a população precisa baixar o “Dados do Bem” no celular, disponível gratuitamente nas lojas virtuais para Android e iOS, e fazer uma autoavaliação. Com base nas respostas ao questionário, o aplicativo fará uma triagem. A pessoa que se enquadrar nos critérios receberá um convite para fazer o exame RT-PCR.

Quem tiver indicação para fazer o exame receberá no celular um voucher com um QR Code, que será escaneado na unidade de saúde indicada no app. O agendamento do teste se dará exclusivamente pela ferramenta. É importante ressaltar que qualquer tipo de comunicação é feita pela própria plataforma. O “Dados do Bem” não envia mensagens por WhatsApp.

Caso o resultado dê positivo, o infectado indicará até cinco pessoas com quem ele tem mais contato. Cada um desses indicados receberá uma mensagem no celular, com o voucher, e será convidado a também fazer o teste. Dessa forma, o aplicativo consegue mapear a população afetada pelo novo coronavírus. O rastreamento permite identificar com maior precisão como está ocorrendo a propagação do vírus em cada cidade. Desta forma, estratégias de isolamento social ou flexibilização serão ainda mais direcionadas.

As pessoas não contaminadas ou que tiveram o resultado negativo poderão manter o app no celular e acompanhar as estatísticas da cidade onde mora. A maioria dos participantes não será testada, mas todos estarão contribuindo para o mapear os casos de coronavírus.

A ferramenta não utiliza os dados móveis dos celulares. Mesmo que o usuário não esteja conectado a uma rede wi-fi nada será cobrado do seu pacote de dados.

A ampliação da testagem e do monitoramento é efetivada por meio de parceria do Governo de Goiás com a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz-RJ), que doou os kits e vai realizar a análise dos testes, e o Instituto D’or de Pesquisa e Ensino, que cedeu o aplicativo desenvolvido pela empresa Zoox Smart Data. O programa, que integra planejamento estratégico, ciência e tecnologia, foi possível devido à união de esforços da Secretaria-Geral da Governadora (SGG) com as Secretarias de Estado da Saúde (SES) e de Desenvolvimento e Inovação (Sedi). A adesão dos municípios e da população também é imprescindível para o sucesso do controle da pandemia.

Downloads

Até a manhã de hoje, 26.176 moradores de Goiás haviam feito download do aplicativo, sendo 16.218 mulheres e 10.038 homens. A maior parte dos cadastros (16.058) é registrada em Goiânia, onde a testagem por meio da ferramenta começou há uma semana.

Na capital, os testes pelo aplicativo são agendados para o Hospital de Campanha de Goiânia (HCamp) e na Unidade de Saúde da Família (USF São Francisco). Ainda nesta semana a Prefeitura de Goiânia deve disponibilizar a aplicação de testes em mais três unidades básicas de saúde.

Outras opções

O “Dados do Bem” é mais uma serviço disponibilizado pelo Governo de Goiás para o acompanhamento da Covi-19. Para quem quiser buscar informação sem sair de casa, o Estado conta com mais duas formas de atendimento, via telefone ou chat on-line. Trata-se da Central de Orientações (Cori), que atende a população por meio do número 3201-9300 ou pelo Chatbot Vitória, que utiliza inteligência artificial e está disponível no hotsite www.saude.go.gov.br/coronavirus.

Os atendimentos serão prestados por uma equipe composta por profissionais de saúde, devidamente capacitados, de diferentes setores da SES-GO, das 7h às 19h, todos os dias da semana. De acordo com a avaliação de cada caso, os profissionais da Central irão orientar se o cidadão deve ficar em casa, para monitoramento ou consulta via telemedicina, ou se deve procurar a unidade de saúde mais próxima do seu local de residência para atendimento presencial.

Secretaria-Geral da Governadoria

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui