Covid-19: profissionais da Saúde orientam volta ao trabalho com segurança

Cartilha elaborada por equipe da UBS 12 de Planaltina, orienta retorno de trabalhadores após afastamento pelo novo coronavírus

Com a queda no isolamento social e a reabertura do comércio durante a pandemia, é preciso garantir que trabalhadores sintomáticos ou que tiveram contato com algum caso da Covid-19 permaneçam isolados nesse período. Por isso, os profissionais da Unidade Básica de Saúde 12 de Planaltina elaboraram o “Documento Orientador para Empresas – Retorno ao Trabalho”, com informações sobre como deve ser a volta desses trabalhadores às atividades.

Desenvolvido pela equipe de servidores da unidade e um residente da Escola Superior de Ciências da Saúde (Escs), o documento com as orientações partiu da necessidade dos profissionais de saúde de manterem isoladas as pessoas com sintomas gripais durante a pandemia.

Segundo o médico da UBS 12 de Planaltina e supervisor do documento, Felipe Cavalcanti, os servidores e outros cinco residentes da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) que atuam na unidade presenciaram muitos pacientes sintomáticos ainda trabalhando, seja por medo de perder o emprego, ou por serem obrigadas.

“Direcionamos esse documento às empresas para explicar quais os critérios utilizados no Brasil e no mundo para definir como voltar ao trabalho. Foram usadas fontes nacionais e internacionais, com as condutas adotadas pelo Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos e em outros países afetados, como Itália, Espanha, Inglaterra e Austrália”, explica Felipe Cavalcanti.

Uma das recomendações do documento, por exemplo, é que o teste rápido não auxilia, sozinho, no retorno seguro ao trabalho.

“O mais recomendável é, após receber um atestado médico, o paciente deve passar 14 dias em isolamento em casa. Caso o trabalhador esteja sem febre há pelo menos três dias, e sem uso de medicamentos, poderá retornar ao trabalho no 15º dia. Tem que ter esses critérios”, ressaltou o médico da UBS 12 de Planaltina.

Conforme informa o documento, se ao final de 14 dias a pessoa permanecer assintomática, poderá retornar ao trabalho no 15º dia sem realizar nenhum teste para Covid-19. Contudo, se desenvolver sintomas antes do 14º dia, será reiniciada a contagem a partir do primeiro dia de sintomas do paciente.

UBS

Como a Secretaria de Saúde ampliou a oferta de testes de Covid-19 para todas as UBSs no fim de junho, os postos com sistema drive-thru foram desativados. O teste passou a ser oferecido nas 172 unidades existentes. Todas estão aptas para testagem de pessoas com sintomas.

Quem tiver sintomas da doença causada pelo novo coronavírus deve procurar a UBS mais perto de casa, onde poderá fazer o teste mais indicado pelos profissionais de saúde, se for o caso. Além dos testes rápidos, as unidades básicas de saúde oferecem testes RT-PCR.

Esse tipo é realizado a partir da amostra colhida com o swab (um cotonete) da mucosa do fundo do nariz. Do terceiro dia com sintomas até o sétimo, é indicado fazer o teste do swab. A partir do oitavo dia, poderá feito o teste rápido, porque os anticorpos são mais detectáveis.

*Com informações Agência Saúde

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui