Covid-19: governador busca alternativa para acelerar imunização com vacina de apenas uma dose

Fotos: Wesley Costa Durante coletiva no Palácio das Esmeraldas, governador Ronaldo Caiado defende prioridade para idosos e diz que acompanha validação de imunizante que pode acelerar processo de vacinação contra Covid-19

Além de atuar junto ao Ministério da Saúde para imunizar idosos que estão fora das instituições de longa permanência, Caiado destaca alternativa da Johnson & Johnson, que produz a vacina Janssen. Uma das vantagens é aplicação em dose única. “Vai promover uma diferença enorme”, ressalta

O governador Ronaldo Caiado afirmou que busca mais uma alternativa para acelerar o processo de vacinação contra a Covid-19. Durante coletiva de imprensa, realizada na manhã desta quinta-feira (04/02), no Palácio das Esmeraldas, Caiado anunciou que o imunizante produzido pela Johnson & Johnson já se encontra na terceira etapa de análise e que, se for validado, “vai promover uma diferença enorme e uma rapidez maior, porque não dependerá de uma segunda dose”.

“É um laboratório conceituado, existe o prognóstico de ser apenas uma aplicação. Isso muda muito, além do fato de que a temperatura de conservação da vacina não altera de 2 ºC a 8 ºC”, explicou Caiado. “Estamos esperançosos. Não teríamos dificuldade nenhuma em fazer a vacinação em todo o país”, completou.

Além dessa intermediação com a empresa norte-americana, Caiado informou, para breve, a realização de uma videoconferência on-line entre todos os governadores e o embaixador da China no Brasil, Yang Wanming. “Queremos mostrar a necessidade de avançar, já que o Brasil tem capacidade de produção que pode chegar a 1,5 milhão de vacinas por dia”, disse, ao considerar para a empreitada os laboratórios da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e do Instituto Butantan.

O governador classificou a confirmação de uma possível parceria com os chineses como “algo substantivo e que pode auxiliar o mundo todo”. “Seis meses seriam mais do que suficientes para vacinar a população brasileira”, projetou Caiado.

Em relação aos idosos, o líder goiano destacou que tem se empenhado junto ao Ministério da Saúde para que os idosos sejam incluídos no grupo prioritário, a partir da chegada da próxima remessa de imunobiológicos contra o novo coronavírus. “Já havia opinado antes, mas, agora, eles se sensibilizaram, já que o percentual de óbitos [na faixa etária da terceira idade] é maior”, detalhou.

À tarde, a Secretaria de Estado da Saúde divulgou a data do início da próxima etapa de vacinação em Goiás. A partir do envio de mais um lote de vacinas, pelo governo federal, o Estado deve iniciar a imunização dos idosos que estão fora de instituições de longa permanência no próximo dia 15.

Secretaria de Comunicação – Governo de Goiás

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui