Comissão da CLDF aprova criação da Universidade do DF

CESC aprova criação da Universidade do Distrito Federal

A proposta foi encabeçada pela gestão de Ibaneis Rocha e deve receber investimentos para que o projeto seja concluído nos próximos anos

Por Cláudio Ulhoa

A criação da Universidade do Distrito Federal (UnDF) começa a ganhar corpo. O projeto que é defendido pela atual gestão do governador Ibaneis Rocha (MDB), foi aprovado, nesta segunda-feira (21/6), pela Comissão de Educação, Saúde e Cultura (CESC), da Câmara Legislativa do DF (CLDF). Pela proposta do governo, seria necessário investir cerca de R$ 4,6 milhões, ainda este ano, para que o projeto saia do papel.

Porém, esse valor foi rebatido pelos membros da comissão, que o considerou como insuficiente. “É muito inferior ao que entendemos necessário para a criação e manutenção mínima de uma universidade, o que pode colocar em risco os atuais projetos da Escola Superior de Ciências em Saúde”, disse o relator da proposta, Jorge Vianna (Podemos).

Para o relator, o valor a ser investido pelo poder público local, caso a UDF venha quer ter ao menos 20% das vagas que se tem na Universidade de Brasília (UnB), por exemplo, seria preciso haver um investimento de R$ 398 milhões ao ano. Ainda, segundo o relator, é preciso que o governo local elabore um plano de implantação; a definição de cursos e vagas; a indicação das fontes de recursos permanentes; e o esclarecimento sobre as áreas onde serão estabelecidas as unidades da UnDF.

“Podemos considerar como um case de sucesso na harmonia e independência entre os poderes. Os ajustes representam grande avanço, dando à UnDF a cara e contribuição da sociedade”, disse o distrital e membro da CESC, Leandro Grass (Rede).

*Cláudio Ulhoa – Jornalista, membro da Associação dos Blogueiros de Política do Distrito Federal e Entorno – ABBP

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui