COLUNA DO ULHOA | Gestão Ibaneis Rocha tem surpreendido até os adversários

Gestão Ibaneis é reconhecida por figuras importantes da oposição, como o ex-governador Agnelo Queiroz e o ex-deputado Geraldo Magela

Por Cláudio Ulhoa

Em recente entrevista à imprensa, o ex-deputado federal Geraldo Magela (PT), afirmou que Ibaneis é um “candidato forte” para as eleições em 2022. O petista, que é um das maiores expressão na sigla, na capital federal, destacou que a oposição não deve subestimar o governador, pois, o fato dele não ser necessariamente do mundo político, não dá a ele os atributos que geralmente competem aos marinheiros de primeira viagem. Para Magela, a oposição precisa se articular para conseguir derrotar Ibaneis, caso contrário, sua reeleição pode ser dada como certa.

Uma pesquisa divulgada mês passado, Ibaneis se apresenta em primeiro lugar na corrida pela cadeira do Buriti no próximo ano. Assim como ele, figura-se também em primeiro plano o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), antecipando que o eleitorado na capital tende a manter a mesma linha de voto de 2018, quando ambos os candidatos foram eleitos.

O grande problema da oposição, que por não estar no poder, portanto não consegue utilizar a máquina para execução de obras e benfeitorias, é que Ibaneis é um gestor prático. Um bom exemplo dessa praticidade de Ibaneis foi descrita pela deputada federal, Celina Leão em entrevista aos membros da Associação Brasileira de Portais de Notícias – ABBP, quando ela disse que ele tem “coragem” para governar, pois, como ela ressaltou, para fazer obras, executar políticas públicas é preciso enfrentar não só a oposição partidária, mas também a oposição das instituições, que na ocasião, ela personificou através do Ministério Público.

Essa avaliação da deputada federal é esclarecedora e coloca o governador Ibaneis no rol dos políticos que retira as obras do papel. Isso também foi reconhecido pelo ex-governador Agnelo Queiroz, que também em entrevista, afirmou que muitos de projetos pensados durante seus governos só estão sendo realizados na gestão de Ibaneis.

Com esse cenário, outra afirmação de Celina Leão também feita durante a entrevista à ABBP, mostra o quanto será difícil para oposição enfrentar um candidato que não só vai falar em projeto, mas também em ação. GDF Presente!

Tom moderado

A radicalização do cenário político está agravando os problemas econômicos e a pobreza no Brasil. Este é o entendimento do governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB). Para o chefe do Executivo local, quem mais sofre com um país tão divido politicamente é a população mais carente.

Bia

O relator da CPI da Covid, Renan Calheiros (MDB-AL), pediu a Procuradoria-Geral da República o indiciamento das deputadas Carla Zambelli (PSL-SP) e Bia Kicis (PSL-DF) por envolvimento com o núcleo de divulgação de notícias falsas ao longo da pandemia de Covid. A recomendação está no relatório final da CPI, apresentado ontem (26).

Novo Refis

O governador Ibaneis Rocha (MDB) prepara um novo Programa de Incentivo à Regularização Fiscal (Refis) para recuperar um montante de pouco mais de R$ 3 bilhões de impostos e taxas devidos por contribuintes e que estão na Dívida Ativa do Distrito Federal. O anúncio foi feito pelo secretário de Economia, André Clemente, quando começou a elaborar a minuta do projeto de lei que deve ser encaminhado pelo Palácio do Buriti em novembro. Na nova possibilidade, a ideia é tentar recuperar tributos não pagos referentes aos anos de 2019 e 2020.

PT-DF

O petista Jacy Afonso disse que o PT está aberto a alianças. “Em nome do PT, gostaria de expressar que queremos dialogar com todos do nosso campo”, disse, referindo-se a todos que estão na oposição a Bolsonaro.

Como o projeto nacional e foco principal do PT é eleger Lula presidente, as alianças que fortaleçam o palanque de Lula nos estados são bem-vindas.

TV Digital

A Câmara Legislativa lançou a TV Câmara Distrital, em transmissão ao vivo pelo canal 9.3. A nova emissora aberta do Distrito Federal terá 24 horas de programação, que vai contar com as transmissões ao vivo do trabalho legislativo, conteúdo jornalístico, educativo, sociocultural e científico, além de campanhas institucionais e de utilidade pública.

*Cláudio Ulhoa – Jornalista membro da Associação Brasileira de Portais de Notícias – ABBP

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui