Coluna – A polêmica chegada de Rogério Ceni ao Flamengo

A atitude do clube foi correta ao contratar o técnico do Fortaleza?

O assunto desta terça-feira (10) não é a seleção brasileira, treinando para as eliminatórias da Copa, nem a rodada desta quarta-feira (11), com os times se preparando para os jogos de ida das quartas-de-final da Copa do Brasil. O que mais se fala é sobre a chegada de Rogério Ceni como novo técnico do Flamengo. O ex-goleiro do São Paulo, que estava trabalhando no Fortaleza, aceitou a proposta para substituir Domènec Torrent e já estreia contra o Tricolor paulista, em mais uma ironia do destino.

Tanto o Flamengo quanto Ceni estão sendo criticados pelas atitudes que tomaram. O clube por ter “aliciado” um profissional que estava empregado; e o técnico por ter aceitado o convite, principalmente porque, há algumas semanas, demonstrou a intenção de ficar no Fortaleza até o fim da temporada.

O Flamengo não fez isso pela primeira vez, mas também já perdeu técnico para outro clube desta forma, e o mais recente foi o português Jorge Jesus – e o Rubro-Negro se sentiu traído pelo Benfica. Rogério Ceni não é o primeiro técnico a aceitar uma proposta (nem será o último) e também pode ter levado em consideração as muitas demissões que vimos no futebol brasileiro, tornando a profissão de técnico de futebol uma constante gangorra. Aliás, ele mesmo está sendo contratado pela demissão de outro profissional por conta de resultados um tanto desfavoráveis para o gosto do torcedor do Flamengo.

Podemos discorrer por várias linhas entre posições contrárias e favoráveis ao dois envolvidos na questão. Eu, sinceramente, não vejo problema maior. Um trabalhador recebe um convite, avalia os lados pessoal e profissional e escolhe o que fazer. Se uma empresa resolve contratar um diretor de outra, ela vai à concorrente avisar sobre esse interesse? Pois é o que se exige no futebol. E que, por envolver paixão, torna questões como essa ainda mais discutíveis e discutidas.

A Copa do Brasil

E com Flamengo e Internacional de técnicos novos, a Copa do Brasil prossegue nesta quarta-feira (11) com os jogos de ida das quartas-de-final. Passar para a próxima fase representa R$ 7 milhões na conta. Dinheiro que faz falta a qualquer um dos oito envolvidos na disputa, por conta desse 2020 tão diferente.

Serão quatro jogos bem distintos e não me arrisco a apontar favoritos, inclusive porque o fator “casa” se torna menos relevante pela ausência de torcida. O Grêmio e o Internacional vão enfrentar equipes que disputam a Série B, Cuiabá e América-MG, respectivamente, mas que eliminaram outros times da Série A nas oitavas-de-final, no caso Botafogo e Corinthians, pela ordem. O Colorado ainda vai decidir fora de casa, se isso pode ser minimamente considerado, e sem Eduardo Coudet na beira do campo (Abel Braga é o novo técnico), o que causa impacto maior, no meu entender. Tenho de arriscar? Então tá, passam Grêmio e América-MG, mas é puro palpite, e não costumo ser bom nisso.

Palmeiras e Ceará é um confronto de Série A. Mas a posição na tabela indicaria o Verdão favorito. Só que o Ceará não perde no Brasileirão há seis jogos, enquanto o Palmeiras venceu as três últimas partidas e chega com um novo treinador. Pela 13ª rodada, o time paulista venceu por 2 a 1, meio no sufoco, mas com volume de jogo maior. Vou arriscar Palmeiras.

E por fim teremos o “clássico da rodada”, com Flamengo e São Paulo. Que há poucos dias se cruzaram no Maracanã e o Tricolor passeou com um 4 a 1 inapelável. De certa forma, o São Paulo tem “culpa” pela contratação do Ceni, e poderá pagar por isso agora, já que, à frente do Fortaleza, o técnico quase eliminou os paulistas da Copa do Brasil, depois de dois empates e de uma disputa de pênaltis com 20 cobranças. O que pode pesar nesse confronto é que o São Paulo é conhecido do Flamengo e de Ceni. E esses dois, agora juntos, podem surpreender. Meu palpite? A vaga será decidida nos pênaltis.

Por Sergio du Bocage, apresentador do programa “No Mundo da Bola”, da TV Brasil

Informações da Agência Brasil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui