Carga horária de 108 servidores é ampliada para 40 horas

A Secretaria de Saúde já ampliou neste ano a carga horária de 258 servidores, de 20 para 40 horas semanais de trabalho. Foto: Mariana Raphael/SES

Hran, referência para casos de Covid-19, é uma das unidades beneficiadas

Para reforçar a assistência à população durante a pandemia, a Secretaria de Saúde ampliou a carga horária de 108 servidores da pasta, de 20 para 40 horas semanais. Um dos beneficiados foi o Hospital Regional da Asa Norte (Hran), referência para casos da Covid-19. Ao todo, 20 profissionais de saúde tiveram a jornada de trabalho estendida na unidade.

Quinze deles estão na UTI do Hran para garantir o atendimento nos 10 leitos de terapia intensiva abertos no local em maio, sendo 11 técnicos e três auxiliares de Enfermagem, e uma enfermeira obstetra. Mais quatro servidores são auxiliares operacionais de serviços diretos (AOSDs) e trabalham na patologia clínica e farmácia, enquanto outro é técnico de laboratório.

“A ampliação foi para diversos serviços, todos relacionados à melhoria dos processos do plano de enfrentamento à Covid -19, com ênfase na unidade de terapia intensiva no Hran. Essa ampliação possibilita o pleno funcionamento dos leitos ampliados e foram indicados pela gerência de enfermagem do hospital, validados pela diretoria”, explicou o secretário de Saúde, Francisco Araújo.

Os nomes dos servidores contemplados e os locais onde atuam foram publicados na edição extra do Diário Oficial do Distrito Federal (DODF) desta segunda-feira (25). Com os 108 profissionais de saúde, 2.160 horas a mais de atendimento serão ofertadas em diversas especialidades a partir da data da publicação da medida.

Hospitais

Assim como o Hran, foram beneficiados os hospitais de Taguatinga, Gama, Sobradinho, Samambaia, de Apoio, Materno Infantil de Brasília, São Vicente de Paulo, além do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu-DF), o Complexo Regulador do Distrito Federal (CRDF), setores da Secretaria de Saúde como as subsecretárias de Logística e Vigilância em Saúde, unidades das regiões Norte, Sudoeste, Sul e Centro-Sul, entre outros locais.

“Tivemos uma grande ampliação de carga horária dos AOSDs de farmácia, que irão prestar essas horas a mais na Subsecretária de Logística, contribuindo para otimizar os processos de estoque, armazenamento e distribuição dos insumos durante a pandemia”, explicou a subsecretária de Gestão de Pessoas (Sugep), Silene Almeida.

Da mesma forma, a ampliação vai fortalecer os serviços de laboratórios e de verificação de óbitos. Além disso, o Samu-DF foi contemplado com a ampliação das horas dos motoristas, possibilitando que mais viaturas possam rodar e atender melhor à população.

Para Silene Almeida, a ação garante a transparência e o cumprimento do escopo que norteia a esse tipo de medida, que é a melhoria do serviço com servidores qualificados e comprometidos. “Temos atuado dessa forma desde o início da gestão, valorizando o servidor com a ampliação da carga horária. Sempre tendo como foco a melhoria do serviço, para ofertar uma assistência cada vez melhor à sociedade”, destacou a subsecretária.

Ampliações

Com essa ação, a Secretaria de Saúde já ampliou neste ano a carga horária de 258 servidores, de 20 para 40 horas semanais de trabalho. No ano passado, mais 576 profissionais da pasta tiveram a mesma ampliação das horas trabalhadas.

Nos dois anos da atual gestão, 834 profissionais de saúde tiveram sua carga horária ampliada de 20 para 40 horas semanais. Isso totalizou 16.680 horas a mais de atendimento à população. Áreas estratégicas foram beneficiadas deste então, como unidades básicas de saúde (UBS), hospitais e setores administrativos.

*Com informações da Secretaria de Saúde

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui