Bolsonaro inaugura obras no projeto de transposição do São Francisco

Governo aciona comporta do Eixo Norte da Integração do São Francisco

O projeto visa beneficiar milhões de moradores de diversos Estados do Nordeste com água potável; desta vez, Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte serão beneficiados pelas obras

Por Cláudio Ulhoa

O projeto de transposição das águas do rio São Francisco teve mais uma etapa concluída e entregue à população na manhã desta sexta-feira, 26. Desta vez, as obras concluídas vão beneficiar a população do Estado de Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte. Na inauguração de hoje as comportas com águas do Eixo Norte o projeto de transposição foram abertas na altura da cidade de Penaforte, no Ceará.

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) viajou com comitiva para inauguração. Em sua live de ontem 925) na internet, o presidente anunciou sua visita ao Nordeste ao falar sobre o Projeto de Integração do Rio São Francisco que está sendo tocado por seu governo. “Foi uma recomendação desde o início do governo que não deixaríamos nenhuma obra parada. Faz parte do nosso compromisso e ficamos muito felizes em trazer água para quem precisa”, disse o presidente durante o evento de inauguração.

Iniciado ainda nos governos do Partido dos Trabalhadores, em 2007, o projeto de transposição das águas do São Francisco era para ser concluído em 2010, mas isso não aconteceu. O governo de Bolsonaro pretende levar a cabo um projeto de infraestrutura cujas características técnicas são: 477 quilômetros (km) de extensão em dois eixos; o Norte com 260 km; e o Leste com 217 km; além de ser, segundo o Ministério do Desenvolvimento Regional, é o maior empreendimento hídrico do país.

As águas do Rio São Francisco chegam nesta sexta-feira (26) ao Ceará
Imagem: PISF / Ministério da Integração

Quando todo o projeto de transposição estiver pronto e em operação, cerca de 12 milhões de pessoas em 390 municípios de Pernambuco, da Paraíba, do Ceará e Rio Grande do Norte serão beneficiadas.

“[O projeto vai beneficiar a] agricultura, irrigar terras, levar água para casa do cidadão nordestino que sempre teve carência disso. É uma novela enorme que está chegando ao fim”, explicou Bolsonaro.

O ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, que também participou do evento, destacou a intenção do governo em desenvolver obras de infraestrutura no sentido de alavancar o desenvolvimento econômico do país. “Esse é um marco para o Ceará, para o Rio Grande do Norte e para todo o Nordeste. Além de garantir água a milhões de pessoas, o Eixo Norte impulsionará o desenvolvimento econômico na região que sempre enfrentou muita escassez hídrica”, observou Marinho.

Fonte Blog do Ulhoa

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui