Bolsonaro entrega títulos de propriedades rurais a pequenos agricultores de Nova Ubiratã, em Mato Grosso

:“Países que nos criticam não têm queimadas porque já queimaram tudo”, diz Bolsonaro

O presidente falou sobre a importância do agronegócio para o Brasil e disse que o seu governo tem trabalhado para equilibrar produção agrícola com conservação ambiental

Por Redação

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) participou na manhã desta sexta-feira, 18, de uma homenagem ao setor agropecuário de Sinop, município que é conhecido por ser um forte produtor agrícola do estado de Mato Grosso. O presidente também visitará a cidade de Sorriso (MT) e para assinatura da ordem de serviço de recapeamento da pista de Taxiway do aeroporto e para a entrega de títulos de propriedades rurais a pequenos agricultores de Nova Ubiratã (MT).

Pela manhã, Bolsonaro discursou durante a homenagem e falou sobre o momento vivido pelo país em relação ao agronegócio. O setor, um dos poucos que teve crescimento mesmo durante a pandemia de covid-19, foi tratado pelo presidente como “motivo de orgulho”. Segundo Bolsonaro, o agronegócio é grande trunfo do Brasil para sobressair, no futuro, em relação às demais economias.

Bolsonaro diz quevai defender o agronegócio brasileiro em discurso na Assembleia Geral da ONU na próxima semana

“Meus senhores e minhas senhoras, é motivo de orgulho estar aqui. Eu sou empregado de vocês, vocês são os nossos patrões. A vocês, nós devemos a lealdade absoluta, por vocês nós lutamos”, disse Bolsonaro.

Em seu discurso, o presidente também ressaltou que o seu pronunciamento na Assembleia-Geral da Organização das Nações Unidas, que começa na próxima semana, será relacionado ao agronegócio, como, ele enfatiza, teria sido também o seu discurso no primeiro ano de mandato. “No ano passado, vale a pena recordar, falamos do agronegócio, falamos da potencialidade de nosso país, e falamos também que era inadmissível o país ter a quantidade que tinha de terras demarcadas para índios e quilombolas. […] Nós não podemos sufocar aquilo que nós temos aqui, que tem nos garantido a nossa segurança alimentar e de mais de um bilhão de pessoas no mundo”, ressaltou o presidente.

Queimadas

Ao chegar em Sinop, o avião que transporta o presidente e sua comitiva, uma aeronave da Força Aérea Brasileira (FAB), não conseguiu pousar na primeira tentativa, tendo que arrebatar e só foi possível aterrissar num segundo momento. O presidente contou sobre o ocorrido: “hoje quando o avião foi aterrissar, ele arremeteu. Foi a segunda vez na minha vida que acontece isso, uma vez foi no Rio de Janeiro, e obviamente, algo anormal está acontecendo. No caso é que a visibilidade não estava muito boa.”

Uma das razões para o comprometimento do pouso pode ter sido a fumaça provocada por queimadas na região. Por isso, ao comentar sobre essa possibilidade, Bolsonaro falou também sobre as críticas que seu governo tem recebido, nacional e internacionalmente, em relação ao meio ambiente. Para o presidente, isso é uma forma que os opositores, inclusive outras nações, encontraram para fazerem ataques ao seu governo.

“O Brasil é o país que mais preserva o meio ambiente e alguns não entendem como, é o país que mais sofre ataques vindo de fora no tocante ao seu meio ambiente. O Brasil está de parabéns na maneira como preservar esse seu meio ambiente”, defendeu Bolsonaro. “Países que nos criticam não têm queimadas porque já queimaram tudo.”

Para o mandatário, esses ataques não seriam gratuitos, estariam em serviço de países que são concorrentes do Brasil no mercado internacional de commodities através do agronegócio. “E temos sofrido uma crítica muito grande. Porque, obviamente, quanto mais nos atacarem, mais interessa aos nossos concorrentes, para aquilo que temos de melhor, que é o nosso agronegócio”, sustenta o presidente.

Fonte Blog do Ulhoa

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui