Após visita do governador, Ponte do Bragueto é liberada para o trânsito

Local de tráfego diário para 100 mil brasilienses contou com investimento de R$ 12 milhões para ser recuperado

Local de tráfego diário para aproximadamente 100 mil brasilienses, a Ponte do Bragueto foi entregue totalmente revitalizada nesta segunda-feira (11). Com investimento de R$ 12 milhões, a ligação para a região Norte do Distrito Federal foi liberada completamente para o trânsito às 11h, após visita do governador Ibaneis Rocha e parte do secretariado de governo. “Essa área de mobilidade da cidade dá gosto de ver. Há muito tempo não se cuidava da cidade como está se cuidando agora. Com certeza essa obra vai mudar a história da saída Norte”, disse o governador Ibaneis Rocha.

Assista ao vídeo:

Após sete meses de interdição parcial do trânsito para a execução da obra de remodelação do elevado, o Departamento de Estradas de Rodagem do Distrito Federal (DER-DF) chega a 95% do trabalho concluído. Foram finalizados os serviços de recapeamento asfáltico, de iluminação, a execução da sinalização horizontal e a instalação de guarda-corpos.

Em 59 anos de construção, essa foi a primeira grande intervenção na passagem aérea de 180 metros de comprimento e 32 metros de largura. A ponte está sendo totalmente restaurada desde a sua fundação até a estrutura das vigas e lajes. A reforma teve início em julho de 2019, mas só em outubro o trânsito precisou ser parcialmente interrompido. Na época, as duas pontes novas, paralelas ao elevado, já estavam prontas e em pleno funcionamento desde junho daquele ano.

Reforço dos pilares

Mesmo com os carros trafegando sobre a ponte, o DER-DF seguirá com a execução dos 5% restantes e que compreendem intervenções na área externa e inferior do elevado. Isso inclui o reforço de quatro pilares submersos, o lixamento e a lavagem da estrutura com hidrojateamento e a aplicação de verniz.

Diretor-geral do Departamento de Estradas de Rodagem do DF (DER-DF), Fauzi Nacfur Júnior lembrou dos pedidos da população para que a construção fosse revitalizada. “Durante muitos anos, questionaram se ela não corria o risco de cair, mas o DER conseguiu concluir a sua restauração. Agora, ela permitirá uma triagem melhor do fluxo de veículos juntamente às pontes marginais que já estavam liberadas”, explicou.

Secretário de Transporte e Mobilidade, Valter Casimiro lembrou que a entrega da última etapa do Trevo Triagem Norte (TTN), do qual a Ponte do Bragueto faz parte, facilitará a vida de todos os que moram na parte norte da cidade. “Era um sonho para quem circula pela região”, resumiu. O secretário de Obras, Luciano Carvalho, classificou a conclusão da ponte como uma “entrega fantástica”, uma vez que “a ponte estava de certa forma condenada pelos vários problemas que enfrentou”.

Sem retenções

Há 15 anos, o empresário Fábio Yepes Dória, de 53 anos, já sente as melhorias ao passar pela ponte entre o Núcleo Rural Jerivá, onde mora, e a Asa Norte, onde tem um escritório. Para ele, “a grande sacada” da nova Saída Norte é separar as pistas para quem se dirige a regiões como Sobradinho, Planaltina ou mesmo a Formosa (GO), bem como de quem segue para o CA do Lago Norte e condomínios.

Ele lembra já ter voltado para o trabalho, entre as 17h30 e as 20h30, só para não ficar horas preso no trânsito. Agora diz estar bem mais animado em passar por lá. “É uma ponte que ficou abandonada muito tempo e agora tem um destino fantástico com essas obras de alargamento e construção de novas faixas e de conservação da ponte antiga”, destaca.

Foto: Renato Alves/Agência Brasília

Além das retenções quilométricas do trânsito nos horários de pico, passar pela ponte do Bragueto deixava inseguro Marco Túlio Ortiga. Aos 55 anos, o empresário do ramo de bares e restaurantes é morador do Lago Norte e conta que transitava com intranquilidade pelo equipamento quando ia e voltava do trabalho para casa.

“A gente que, anos atrás, passava todos os dias por ali, tinha a nítida impressão de que a ponte iria ruir, com ondulações no parapeito, sem contar as placas de metal que causavam trepidação, colocadas em pontos da pista para suprimir determinados buracos”, relata.

A Ponte do Bragueto compõe o Trevo de Triagem Norte (TTN). Toda a estrutura viária da região, que compreende 15 obras de arte – sendo três pontes e 12 viadutos – foi rebatizada. Juntamente com o trecho que liga o balão do Torto ao Colorado, o conjunto leva agora o nome de Complexo Viário Joaquim Roriz. O decreto com a mudança foi publicado no Diário Oficial do DF (DODF) em 4 de fevereiro deste ano.

Iniciada em 2014 e retomada em 2016, a obra no TTN, orçada em aproximadamente R$ 128 milhões, está com 98% dos serviços já realizados. Além da construção das pontes e viadutos, foram executadas a terraplenagem, a pavimentação e drenagem profunda – que é a colocação de tubulação e bueiro – e a implantação de três quilômetros dos cerca de nove quilômetros previstos de ciclovias.

Novos projetos

O chefe do Executivo também citou projetos em andamento no DF, como a viabilização do Veículo Leve Sobre Trilhos (VLT) nas vias W3 Sul e Norte e a concessão do metrô. “Nós esperamos concluir também a reforma das tesourinhas dessa cidade. Fiquei feliz ao saber que o projeto final que faltava da W3 também está concluído e aprovado. Nós vamos ter oportunidade de entregar a W3 Sul integralmente reformada e revitalizada”, reforçou Ibaneis Rocha, que também lembrou a importância da construção de ciclovias. “Estamos incluindo [as ciclovias] em todas as obras de mobilidade. Eu também gosto do pedal e temos que deixar as pessoas pedalarem com segurança”.

Com informações do DER-DF

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui