Após dois anos parada, Via Sacra de Planaltina retoma trabalhos para encenar Paixão de Cristo em 2022

A eleição da chapa organizadora acontecerá na Escola do Centrão, das 9h às 12h

Evento irá ocorrer com todas as medidas de segurança contra a covid-19 e a expectativa dos organizadores é que mais de 50 mil participem do evento; eleição das chapas organizadoras acontece dia 26 de setembro

Por Cláudio Ulhoa

São mais de quatro horas de apresentação e 1,4 mil voluntários envolvidos. A tradicional Via Sacra do Morro da Capelinha, realizada há 46 anos, na região administrativa de Planaltina, tombada como patrimônio cultural imaterial de Brasília, leva emoção a milhares de pessoas através da encenação de julgamento, condenação, execução e ressurreição de Jesus Cristo.

Com a chegada da pandemia de covid-19 em 2020, o evento foi paralisado em razão das medidas de segurança, mas, segundo seus organizadores, o evento deve voltar em 2022.

Para isso, antes, será preciso escolher a chapa que irá organizar e realizar o evento no próximo ano. Desta vez, duas chapas concorrerem ao cargo de organizador, sendo a Chapa 1, coordenada por Jorge Moreira, mais conhecido como Wanderley, e a chapa 2, dirigida pelo Preto Rezende.

Via Sacra ficou parada por dois anos em razão da pandemia de covid-19

Por ser o maior evento cultural de Planaltina e um dos maiores do Distrito Federal, a Via Sacra precisa ter uma organização que entenda de todo o processo de ensaio, montagem e encenação do evento. Mesmo com quase toda população vacinada contra covid-19 – o que deve acontecer até o próximo ano – os organizadores do evento precisarão adotar todas as medidas de precaução para garantir a segurança do público.

Por isso, no próximo dia 26 de setembro, acontece a eleição das chapas organizadoras. O local de votação será a Escola Centrão, das 9h às 12h.

Em pesquisa realizada recentemente via internet, a chapa 1 aparece 79% dos votos contra 21% da chapa 2. Também a chapa 1 sai na frente com 93% de intenção de voto ante 7% da chapa 2 quando a pergunta da pesquisa quer saber em que a população votaria se a eleição fosse nesta semana.

*Cláudio Ulhoa – Jornalista membro da ABBP

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui