Ano letivo no DF retoma as aulas nesta segunda-feira

Através de aulas à distância ou em formato de apostila, os estudantes a partir de agora precisarão comprovar presença nas aulas; motoristas de transportes escolares e de turismo recebem hoje parcela de auxílio emergencial

Por Cláudio Ulhoa

Recomeça nesta segunda-feira, 13, o ano letivo nas escolas públicas do Distrito Federal. Agora todo aluno, ao todo são 460 mil estudantes, tanto dos níveis I e II do ensino fundamental, quanto dos alunos do ensino médio, devem retomar seus estudos já que a presença nas aulas começa a contar a parti de hoje.

Com a suspensão das aulas em março, por causa da crise pandêmica de covid-19, as aulas foram suspensas pelo governo local para prevenir contra o novo coronavírus. As escolas particulares, que também estão impedidas de funcionarem, muitas retomaram as aulas de forma virtual online, mas as escolas públicas não houve aulas, mas sim um período de acolhimento aos estudantes feito pela Secretaria de Educação.

Durante esse período de acolhimento os estudantes puderam escolher em retomar os estudos, neste primeiro momento, através de três meios: aulas online, via internet, via TV aberta e material impresso. O sistema online funciona por meio da plataforma Escola em Casa DF que pode ser acessa aqui.

“A partir desta segunda-feira, iniciamos um novo patamar, agora com a presença obrigatória. Nessa nova fase, continuaremos garantindo que o conteúdo pedagógico chegue a cada estudante”, explica Leandro Cruz, secretário de Educação.

A previsão da Secretaria de Educação é retornar as aulas presenciais no dia 3 de agosto. Creches e o ensino infantil ainda não tem previsão de retorno.

Mobilidade cidadã

O GDF começa a pagar hoje o auxílio emergencial aos 1,8 mil aos proprietários de transporte escolar e de turismo que prestam serviço ao Executivo. Tem direito a receber o auxílio, no valor de R$ 1,200, quem presta serviço mediante concessão ou permissão do poder público e se encontrava devidamente cadastrado em 31 de janeiro de 2020.

Cerca de 1,8 mil donos de transporte escolar e de turismo vão receber, a parti de hoje (13), R$ 1,2 mil, por até três meses

O benefício é concedido por meio do Banco de Brasília (BRB) e será distribuído em duas parcelas, mas há possibilidade de prorrogação caso seja preciso.

Para saber se é um beneficiário acesse o site www.rendaemergencial.brb.com.br. Para fazer a análise do cadastro é preciso informar o CPF e a data de nascimento na opção Mobilidade Cidadã.

Bolsa Alimentação Creche

Hoje também a Secretaria de Educação do DF informou que o pagamento das famílias cadastradas no programa emergencial Bolsa Alimentação Creche irão receber as parcelas referentes aos meses de junho e julho, juntas. Voltado a famílias de baixa renda que têm filhos matriculados na rede pública de ensino, programa destina R$ 150 a cada família para que seja comprado alimentos e produtos de padaria para substituir a alimentação oferecida nas escolas que se encontram com as aulas suspensas. A pasta informa que mais de 22 mil crianças, com idade de até cinco anos, estejam sendo beneficiadas com o programa.

Fonte Blog do Ulhoa

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui