39 pessoas morreram dentro de casa vítimas de covid-19 no DF, informa Secretaria de Saúde

Este ano, 459 pessoas faleceram de causas naturais em suas residências até momento

Esse resultado pode ter contribuído para mortes desse tipo no Estado, uma vez que houve crescimento de 37,8% nos óbitos desse tipo ante o mesmo período do ano passado

Por Redação

Um levantamento feito pela Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) mostra que de janeiro deste ano até o mês passado, 459 pessoas morreram dentro de casa no DF. Esse total, se comparado ao mesmo período do ano passado, quando 333 pessoas morreram dentro de suas residências, representa um crescimento de 37,8%. As mortes nesses casos são registradas como “morte natural”, que é quando a vítima falece em decorrência de alguma doença ou um mau funcionamento do corpo.

Porém, como estamos em período de pandemia, no caso, a covid-19, os casos de óbitos dentro de casa podem ter alguma relação com as mortes pela doença. O levantamento da PCDF não especifica se o aumento foi causado pelas vítimas de covid-19, mas em casos de pacientes da doença que morreram dentro de suas residências também entram nas estatísticas.

Outro levantamento, este feito pela Secretaria de Saúde do DF (SES-DF) mostra que até o momento 39 pessoas morreram com covid-19 em casa. O primeiro caso, segundo a pasta, teria sido registrado na primeira quinzena de abril, quando um homem de 69 anos morreu com a doença em suas residências no Riacho Fundo.

Como agir?

Quando alguém se encontra numa situação onde há casos de mortes dentro de casa ou vias públicas, o primeiro procedimento a fazer é telefonar para a PCDF através do número 197. A corporação, por sua vez, aciona o Serviço de Verificação de Óbitos (SVO) para fazer recolhimento do corpo da vítima. O serviço de recolhimento de corpos funciona em regime de plantão ininterrupto (24 horas) todos os dias da semana, incluindo os finais de semana e feriados.

Fonte Blog do Ulhoa

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui