Início Brasília DER-DF realiza plantio de mudas em área rural de Planaltina

DER-DF realiza plantio de mudas em área rural de Planaltina

110
0

No total,850 mudas serão plantadas de modo a evitar o assoreamento do Rio Pipiripau

Uma equipe de 25 servidores do Departamento de Estradas de Rodagem do Distrito Federal (DER-DF) realizou o plantio de 17 mudas de diferentes espécies de árvores nas proximidades do Córrego do Atoleiro, que abastece o Ribeirão do Pipiripau. O plantio teve por objetivo além do reflorestamento da área evitar o assoreamento do ribeirão.

Dados da Agência Nacional de Águas (ANA) registram que o ribeirão abastece cerca de 180 mil habitantes do DF e abrange uma área de mais de 23 mil hectares. Ao todo, 850 mudas serão plantadas nas escolas da região e nas chácaras circunvizinhas ao rio.

O trabalho ambiental foi realizado em parceria com a Administração Regional de Planaltina e com a Novacap, que cedeu as plantas de várias espécies como jatobá, baru, chichá, copaíba, ipês, entre outras plantas nativas do cerrado.

Morador do local há cinco anos, o produtor rural Ademir Rodrigues, de 54 anos, diz que o plantio proporciona conhecimento sobre a importância da preservação do local e garante a firmeza do terreno. “Este é um trabalho que nos mostra a importância de cuidar da natureza. Quando a gente cuida dela bem, ela retribui e faz tudo ficar bonito. E não é só isso, o terreno fica mais firme para o plantio e a água fica mais limpa sem o assoreamento”, afirma.

Como tudo começou

O DER-DF iniciou as atividades na comunidade em 2019, depois de receber um pedido da Administração de Planaltina para criar no local bacias de retenção de água da chuva.

Depois de uma visita à comunidade Estância do Pipiripau, os servidores do 1º Distrito Rodoviário notaram que o ribeirão estava em processo de assoreamento, por conta da água da chuva que despejava areia e sujeira no afluente.

Depois de observarem o ocorrido, os servidores solicitaram à Diretoria de Meio Ambiente (Dimam) do DER/DF que fizesse uma avaliação no local para que fosse solucionado o problema. Após o mapeamento, o órgão solicitou junto à Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap) a cessão das 850 mudas de árvores para o plantio.

Para o encarregado do Núcleo de Conservação Manual do DER, Adaílton Guedes, o trabalho realizado pela autarquia é motivo de orgulho e tem contado com o apoio da comunidade. “Temos feito um trabalho voltado para a conservação do meio ambiente, e pretendemos plantar nesta região 10 mil mudas em cinco ou seis anos. E para isso contamos com o apoio da comunidade, que tem sido parceira desde que entendeu a necessidade da criação dos bolsões d’água e do reflorestamento”.

Educação ambiental nas escolas da região

Um dos estabelecimentos de ensino das redondezas, a Escola Classe Núcleo Rural Córrego do Atoleiro encaminhou quatro alunos do 1° ao 5º ano para participar do trabalho. O objetivo do gesto é gerar nos pequenos a conscientização sobre o reflorestamento e o cuidado com as águas.

A orientadora educacional Maria do Socorro Silva, de 46 anos, alerta que a nova geração precisa entender desde cedo a importância de cuidar da natureza. “Este projeto é extremamente importante. Na nossa escola procuramos trabalhar com a proposta de preservação ambiental junto aos alunos e o restante da comunidade. Não é fácil, mas é um trabalho que a gente se propõe a fazer da melhor forma possível”, reforçou a profissional.

* Com informações do DER-DF