Início Brasília Animais resgatados pela Vigilância Ambiental esperam por um novo lar

Animais resgatados pela Vigilância Ambiental esperam por um novo lar

84
0
Fotos: Breno Esaki/Saúde-DF

Cerca de 20 cães, adultos e filhotes, estão disponíveis para adoção

Uma cadela branca de manchas pretas e seus cinco filhotes, com 30 dias de vida, resgatados em uma escola pública, estão prontos para ganhar uma nova casa e muito carinho. Os animais esperam por adoção na Diretoria de Vigilância Ambiental (Dival) da Secretaria de Saúde do Distrito Federal.

Outros 13 cães adultos, de médio e grande portes, aguardam por responsáveis que queiram levá-los para casa. Alguns animais são de temperamento dócil e afável, mas há também aqueles que podem ser bons cães de guarda.

BICHOS – “Os filhotes com 30 dias ou mais já podem ser adotados. Temos duas cadelas com filhotes mais novos e só pode ser adotada a mãe com a ninhada toda. Quando os animais menores de 60 dias são levados, os novos donos podem retornar à Dival para vaciná-los”, esclarece o médico veterinário Laurício Monteiro.

Ao chegarem ao canil do Centro de Controle de Zoonoses, os animais passam por exames para detectar doenças, como a leishmaniose, e são vacinados. Todos os bichos ficam em observação por dez dias antes de serem colocados para adoção.

COMO ADOTAR – Os interessados em levar um dos animais para casa precisam ser maiores de 21 anos e assinar um termo de responsabilidade se comprometendo a cuidar bem do novo bichinho de estimação. “Antes de adotar um animal, é importante lembrar que ele não é um brinquedo. Ele viverá, em média, 15 anos e precisará de cuidados veterinários, atenção e amor”, acrescenta Laurício.

ZOONOSES – O local alberga apenas cães e gatos com objetivo de fazer o controle epidemiológico de doenças como raiva e leishmaniose. A gerência também coleta animais que invadem casas e áreas públicas.

SERVIÇO

Adoção de cães e gatos

Visitação: De segunda a sexta-feira, das 8h às 17h

Local: SAIN – Estrada Parque Contorno, lote 4, ao lado do Hospital da Criança

Mais informações: (61) 99269-3673

Josiane Canterle, da Agência Saúde