Início Saúde Saúde alerta sobre doenças renais no Dia Mundial do Rim

Saúde alerta sobre doenças renais no Dia Mundial do Rim

80
0

Hran, HRS e HRT fizeram ações para a população nesta quinta-feira (14)

Os hospitais regionais da Asa Norte (Hran), Sobradinho (HRS) e Taguatinga (HRT) desenvolveram, nesta quinta-feira (14), atividades com foco na prevenção e alerta sobre os riscos das doenças renais crônicas, em homenagem ao Dia Mundial do Rim – World Kidney Day –, celebrado na segunda quinta de março.

No Hran, em torno de 200 panfletos foram distribuídos, pela equipe multidisciplinar de Nefrologia, para servidores e pacientes. De acordo com o responsável técnico pelo setor no Hran, Fábio Ferraz, o objetivo da ação é conscientizar e orientar a população sobre a necessidade de prevenir as doenças renais.

“A doença renal crônica, muitas vezes, é silenciosa. Se a pessoa faz o diagnóstico em um estágio precoce, consegue fazer as medidas para evitar a diálise. A população de risco, como os pacientes que tem pressão alta, diabetes, idosos e com histórico familiar de doença renal, necessita procurar uma unidade de saúde, pois essas doenças tem alta mortalidade”, explicou o profissional de saúde.

Somente no Hran, há em torno de 20 pacientes em tratamento de hemodiálise, processo de remoção do líquido e substâncias tóxicas do sangue, por uma espécie de rim artificial. Grande parte deles é por doença renal crônica, devido a hipertensão e diabetes.

“No Brasil, há atualmente 120 mil pacientes em diálise. Entretanto, estima-se que 10% da população adulta brasileira tenha algum grau de perda da função renal, ocasionada, sobretudo, por hipertensão e diabetes, que são preveníveis”, destacou o chefe da Nefrologia do Hran.

HRT e HRS – O Hospital Regional de Taguatinga também desenvolveu atividades de prevenção a doenças renais. Durante toda a manhã, a equipe multiprofissional da Nefrologia do hospital atendeu a comunidade e aos servidores no saguão do ambulatório.

Mais de 200 pessoas tiveram a pressão aferida e receberam orientação de nutricionistas sobre a importância da alimentação na prevenção desse tipo de doenças. A adoção de hábitos saudáveis, ingestão de água e mudança de estilo de vida foram alguns dos conselhos.

Os pacientes em diálise também tiveram uma atenção especial. Uma ONG ofereceu um lanche, música e orientações psicológicas e espirituais àqueles que aguardavam ou realizavam a hemodiálise.

Já no Hospital Regional de Sobradinho, a equipe de Nefrologia promove, ao longo desta semana, várias ações na Hemodiálise e ambulatório da unidade, com o objetivo de alertar os pacientes sobre prevenção e promoção da saúde renal. Rodas de conversas e atendimentos foram feitos nesta quinta-feira, com foco na alimentação mais saudável.

DADOS – Estima-se que mais de 850 milhões de pessoas no mundo apresentam doença renal crônica, sobretudo secundário a hipertensão e diabetes. Também é estimado que mais de 9 milhões de indivíduos em todo o mundo necessitem de diálise, sendo que menos de um terço tem acesso ao tratamento.

Leandro Cipriano e Josiane Canterle, da Agência Saúde
Fotos: Breno Esaki/Saúde-DF